Postagem em destaque

No trecho do Vale caminhoneiros também fazem protestos na Dutra

Caminhoneiros fizeram protestos e chegaram a bloquear a Dutra na madrugada desta segunda-feira (10) no trecho do Vale do  Paraíba. Segund...

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Energéticos são mais perigosos que outras bebidas cafeinadas



O excesso desse produto prejudica o coração — e não adianta botar a culpa só na cafeína

Na base do exército americano onde trabalha, a farmacêutica Emily Fletcher notou que boa parte dos militares consome energéticos com frequência. De olho nisso, resolveu analisar o impacto da ingestão excessiva dessa bebida no coração. E mais: verificar se a altíssima concentração de cafeína era a única responsável por eventuais problemas.


ara a pesquisa, 18 jovens saudáveis foram recrutados e divididos em duas turmas. Os integrantes do primeiro grupo tomaram cerca de 950 mililitros (ml) do produto por dia, equivalente a 320 miligramas (mg) de cafeína e 108 gramas de açúcar. Aos demais, foi oferecida outra bebida com as mesmas 320 mg de cafeína — mas com 40 ml de suco de limão e 140 ml de xarope de cereja misturados em água com gás.

Em seguida, os voluntários passaram por um eletrocardiograma e tiveram a pressão arterial avaliada uma, duas, quatro, seis e 24 horas depois de engolirem suas respectivas doses. Não deu outra: a pressão de todo mundo subiu, mesmo permanecendo no padrão considerado seguro.

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE