Postagem em destaque

Obra da ponte estaiada em São José começa na segunda; veja o que muda no trânsito e no transporte durante a construção

Maquete digital da ponte estaiada que será construída no trevo do Colinas, zona oeste de São    Maquete digital da ponte estaiada que s...

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Layoff na GM é a única opção nesse momento para evitar demissões em massa diz Gedesp

Resultado de imagem para gm sjc
 Linha montagem S10 GM sjc
Gedesp (Grupo de Estudos de Desenvolvimento Econômico, Social e Político)
O Gedesp (Grupo de Estudos de Desenvolvimento Econômico, Social e Político) de São José, que reúne 11 entidades patronais, lançou um abaixo-assinado na internet para defender a manutenção dos empregos na fábrica da General Motors no município.
Em carta aberta divulgada neste final de semana, o grupo critica a decisão do Sindicato dos Metalúrgicos de não aceitar a proposta de layoff (suspensão temporária do contrato de trabalho) feita pela montadora.
DESEMPREGO. A GM quer suspender o contrato de 1.600 trabalhadores por até 10 meses. A empresa alega mão de obra excedente na fábrica de São José, em razão de queda nas vendas no Brasil e nas exportações.
O sindicato quer estabilidade no emprego para o grupo em layoff antes de aceitar a proposta. A GM ameça demitir os trabalhadores se não houver acordo. Sem entendimento entre as partes, o caso acabou no TRT (Tribunal Regional do Trabalho) em Campinas.
Mas como não houve acordo na audiência da última quarta-feira, um novo encontro está marcado para esta terça. "São José não pode perder os empregos da GM", diz a carta aberta do Gedesp, criado em 2008. "É preciso a mobilização de toda a sociedade para preservar esses postos de trabalho e o sustento das famílias da nossa cidade".

fonte: O Vale
Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE