ANUNCIE SEU PRODUTO - e-mail net4eduardo@gmail.com - ANUNCIE SEU PRODUTO - email net4eduardo@gmail.com -

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Lula chega a Curitiba para depor a Moro em meio a clima de tensão e atos

Segurança reforçada no entorno da Justiça Federal, em Curitiba - Werther Santana/Estadão

O voo que levou a ex-presidente Dilma Rousseff de Porto Alegre a Curitiba pousou há poucos minutos no Aeroporto Afonso Pena. Dilma usou um voo comercial para a viagem. Ao lado de Lula, a presença de Dilma em manifestação ao final do dia é esperada pelos apoiadores.

Um forte esquema de segurança está montado no entorno do prédio da Justiça Federal em Curitiba, onde trabalha o juiz Sérgio Moro. Apenas moradores, comerciantes e jornalistas credenciados podem ultrapassar o cordão de isolamento em um raio de 150 metros do edifício. Nas próximas horas, manifestantes pró e contra Lula anunciam manifestações pacíficas na área. Não há confirmação sobre o trajeto das passeatas e possível encontro entre os grupos contrários.


Militantes do MST denunciam ter sofrido ataque de grupo contrário a Lula no início da madrugada. Cinco pessoas teriam lançado rojões em direção ao acampamento. Duas pessoas ficaram feridas, sendo uma criança, segundo nota divulgada pela Frente Brasil Popular.
“Ressaltamos o caráter pacífico de nossas manifestações e aguardamos que as autoridades responsáveis, que movimentaram todo o aparato público de segurança para atividades da jornada pela democracia, investiguem, encontrem os responsáveis e encaminhem uma punição dentro dos termos da lei”, afirma o comunicado.
Polícia Militar não registrou a ocorrência, nem qualquer outro tipo de conflito entre manifestantes durante a madrugada.

O repórter Valmar Hupsel acompanha ao vivo o início da manifestação da Frente Brasil Popular, que está em acampamento a cerca de 4 quilômetros do prédio da Justiça Federal em Curitiba.

Lula acaba de pousar no Aeroporto Internacional Afonso Pena, em voo particular fretado, acompanhado de seguranças. Antes de ir até a sede da Justiça Federal, o ex-presidente deve se hospedar em hotel na região central de Curitiba.

Ilustração: Kleber Sales/Estadão
Centenas de apoiadores do ex-presidente Lulaestão acampados em terreno ao lado da Rodoferroviária de Curitiba. Uma grade de proteção foi montada pela empresa proprietária da área, que conseguiu autorização da Justiça para reintegração de posse. Não há, no entanto, previsão de retirada forçada dos militantes nesta quarta-feira, 10.
Eles devem deixar o acampamento ainda nesta manhã para uma passeata em direção ao entorno do prédio da Justiça Federal, no bairro Ahu.

Foto: Valmar Hupsel

Nas redes sociais, manifestantes que defendem Lula ou pedem sua condenação pela Lava Jato travam embate com as hashtags #MoroOrgulhoBrasileiro e #LulaEuConfio.

Fotos: Estadão

O ex-presidente Lula desembarcou, por volta das 9h30 desta quarta-feira, 10, no Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba. O petista prestará depoimento às 14h na sede da Justiça Federal do Paraná, no âmbito da ação penal em que é réu, na Operação Lava Jato, por propinas de R$ 3,7 milhões. A reportagem do Estadão acompanha o clima de tensão em Curitiba, à espera do primeiro encontro entre o juiz Sérgio Moro e o ex-presidente.

Manifestações pró e contra Lula começam nesta manhã em Curitiba. Um forte esquema de segurança foi montado no entorno do prédio da Justiça Federal, no bairro Ahu. Leia mais na reportagem do Estadão.

fonte: Estadão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a presença de Neto, Chapecoense apresenta elenco para 2017

Seguidores

COMPARTILHAR POSTAGENS