Postagem em destaque

Brasil na Copa: Barbara Gerneza, jornalista russa, fala sobre assédio de torcedores brasileiros

Barbara fazia reportagem sobre torcedores na Copa do Mundo da Rússia quando foi surpreendida pela atitude de um grupo de 14 brasileiros; ...

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Para 60% dos brasileiros, novas leis trabalhistas beneficiam os patrões

Imagem relacionada




















REFORMA TRABALHISTA

Entenda as principais mudanças nas leis de trabalho 




não sabe
4
17
vai aumentar
35
vai diminuir
44
vai ficar como está
4
não sabe

TRABALHADORES ESTÃO PESSIMISTAS SOBRE O IMPACTO DA TERCEIRIZAÇÃO


não sabe
4
34
vai aumentar
31
vai diminuir
31
vai ficar como está
4
não sabe

TRABALHADORES ESTÃO PESSIMISTAS SOBRE O IMPACTO DA TERCEIRIZAÇÃO


não sabe
5
68
vai aumentar
8
vai diminuir
21
vai ficar como está
5
não sabe



Acordos coletivos

Como é: não se sobrepõem ao que é garantido pela CLT
Como fica: poderiam regulamentar jornadas de até 12 horas por dia, com limite de 48 horas na semana (incluindo horas extras) e 220 horas no mês, parcelamento de férias e banco de horas, entre outros

Férias

Como é: são parceladas em até duas vezes, em no mínimo dez dias corridos
Como fica: poderão ser parceladas em até três vezes, com nenhum período inferior a cinco dias corridos, e um superior a 14 dias corridos

Jornada parcial

Como é: é permitida jornada de até 25 horas semanais, sem hora extra, e com férias de 18 dias
Como fica: podem ser de até 30 horas semanais, sem hora extra, ou de até 26 horas semanais, com até seis horas extras. Ambos  tem direitos a férias de 30 dias.

Demissão

Como é: trabalhador pode pedir demissão ou ser demitido com ou sem justa causa; nos dois primeiros casos, não recebe 40% de multa sobre o FGTS, nem tem acesso à conta do fundo
Como fica: poderia haver demissão de comum acordo entre patrão e empregado. Aviso prévio e multa seriam pagos pela metade, trabalhador tem acesso a 80% do saldo do FGTS, e trabalhador não pode pedir seguro-desemprego.


Contribuição sindical

Como é: obrigatória para todos os trabalhadores e descontado diretamente do salário uma vez ao ano
Como fica: será cobrada apenas dos trabalhadores que autorizarem o desconto em seu salário


Terceirizados

Como é: empresa pode escolher se estende ou não ao terceirizado os mesmos serviços de alimentação, transporte, segurança e atendimento médico oferecidos ao empregado direto no local de trabalho
Como fica: inclusão dos terceirizados nesses benefícios será obrigatória e ficará proibida a recontratação de um funcionário como terceirizado por um período de 18 meses após a demissão

Deslocamento

Como é: tempo de deslocamento do trabalhador entre sua casa e a empresa é contabilizado na jornada quando o transporte é fornecido pelo empregador
Como fica: o tempo nesse deslocamento deixa de ser contabilizado na jornada mesmo que o transporte seja fornecido pelo empregador.

















fonte: folha










Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Scorpions - The Concert Live in Munich - Show Completo

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia