Postagem em destaque

'Quando vi as chamas, não acreditei', conta sobrevivente de incêndio na Califórnia

Há dez dias, um incêndio florestal de proporções históricas está devastando uma parte da Califórnia, nos Estados Unidos. São dezenas de m...

Não achou a matéria? Pesquise aqui!

sábado, 9 de dezembro de 2017

Compras de Natal lotam rua 25 de Março

Rua 25 de Março ficou lotada neste sábado. Foto: Gabriela Biló/Estadão

Compras de Natal já lotam lojas da Rua 25 de Março
SÃO PAULO - A CET recomenda aos motoristas que evitem a região da Rua 25 de Março. Muita gente já começou a antecipar as compras de Natal e o trânsito deve ficar cada vez mais complicado na região, inclusive por conta dos ônibus fretados que trazem consumidores de outras cidades e estados do país. Nesta sexta-feira, mais de 800 mil foram à região em busca de enfeites e artigos natalinos. Neste sábado, as lojas vão funcionar até 13 horas, mas se o movimento continuar alto o horário poderá ser estendido. No domingo, as lojas abrem das 8h às 13h.
O intervalo entre o feriado e o fim de semana foi o clima propício para Diana Claudia Pereira, de 27 anos, levar toda a família para fazer as compras de enfeites de Natal na 25 de Março. Ela, o marido e os dois filhos saíram do Butantã para comprar árvore de Natal, guirlanda, festões e vários enfeites para decorar a casa.
- Já gastei o que tinha programado, que era R$ 60, mas ainda não terminei de comprar tudo o que viemos buscar - disse.
A professora Silvia Di Lolli, de 50 anos, moradora da zona oeste da capital, também aproveitou a sexta-feira para comprar enfeites.
Há quem também foi à região da Rua 25 de Março em busca de produtos de armarinhos, tecidos, brinquedos e bijuterias. As sócias Cintia Meirelles, 27 anos, e Rosana Lima, 30 anos, circulavam pelos prédios, que estavam mais tranqüilos, para comprar bijuterias para revender. Moradoras de São Caetano, elas sempre vão à 25 de Março, mas ontem notaram um volume maior de pessoas.
- Vai chegando o fim de ano e isso aqui lota. Hoje, está muito mais lotado do que outros dias - disse Cintia.
A dona-de-casa Rosa Barroso, 55 anos, viajou seis horas de Catanduva, no interior, para comprar na 25.

- Aproveitei o feriado para fazer umas compras de armarinhos e visitar minha filha, que mora aqui na capital.

fonte: Extra/globo.com

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE