Postagem em destaque

Brasil na Copa: Nosso capitão se chama Vaidade

Não é de hoje que comento sobre a vaidade exacerbada de nossos jogadores da seleção brasileira. Na estreia contra a Suíça, vi o Neymar ...

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Segredo - O que será do VW Gol nos próximos anos?

Resultado de imagem para Segredo - O que será do VW Gol nos próximos anos?

Modelo atual receberá câmbio automático e pode conviver um tempo com o sucessor, que chega em 2020

A inesperada revelação dos 20 lançamentos da Volkswagen até 2020, ocorrida na noite de segunda-feira (4) na Argentina, caiu como uma bomba na filial brasileira. Principalmente porque, pela primeira vez, a marca confirmou um novo hatch para suceder o Gol, cujo projeto é chamado internamente de A00. Chega somente em 2020, mas causou desconforto por antecipar a "morte" do atual Gol, que ainda figura no Top 5 de vendas do Brasil e na liderança do mercado argentino. 

VW-Gol-2017-Connect
 

A verdade é que, hoje, o Gol não tem mais a importância que tinha para a Volkswagen. Tanto é que a marca tentou, sem sucesso, fazer do novo Polo a nova geração do Gol no Brasil - ideia que fracassou pelo custo de produção do novo hatch, que possui uma plataforma bem mais moderna e sofisticada, a MQB-A0, no lugar da PQ24 do atual Gol.
Agora o projeto A00 dá a entender que usará também a base MQB, mas com a vantagem de que até 2020 ela terá parte de seu custo amortizado por conta da economia de escala, uma vez que serão pelo menos Polo, Virtus, T-Cross e a futura Saveiro NF com a mesma base. Além disso, fala-se que será uma versão simplificada da MQB-A0, já testada pela Skoda (marca tcheca do Grupo VW) para o mercado indiano. 

VW Gol 2020

Assim, o sucessor do Gol tem tudo para ser uma versão um pouco reduzida e simplificada do Polo, no sentido de engenharia. Medirá menos de 4 metros de comprimento, mas com espaço superior ao do Gol atual. É carro para voltar a brigar pela liderança de mercado, peitando Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Ford Ka. Como os rivais, está sendo desenvolvido para mercados "emergentes", devendo superar as barreiras da América Latina, mas sem chegar à Europa.
De acordo com o site Argentina Autoblog, pode ser até que o novo hatch não se chame Gol. Segundo a publicação, não é de hoje que a matriz alemã deseja unificar os nomes dos carros da marca globalmente. O caso do Gol se mantém apenas pelo sucesso do modelo no Brasil, mas, como agora ele não é mais o líder disparado de antigamente, uma outra nomenclatura pode ser adotada. 
Até 2020, porém, há muita água para rolar. No mesmo slide que revelou o sucessor do Gol constavam o Gol AQ e o Voyage AQ, que chegam em 2018. Segundo confirmamos com fontes ligadas à VW brasileira, tratam-se das versões automáticas do hatch e do sedã atuais. Eles receberão a transmissão AQ-250-6F (chamada pela marca de Tiptronic), com conversor de torque e 6 marchas, no lugar da automatizada I-Motion de embreagem simples, nos modelos equipados com o motor 1.6 8V. Além disso, Gol e Voyage podem ganhar algumas atualizações de conteúdo, como, por exemplo, direção elétrica - item presente na maioria dos rivais, e que ajudaria na eficiência energética. 

Comparativo VW Polo x Fiat Argo x Honda Fit x Peugeot 208

Assim, o Gol conseguirá uma sobrevida até, pelo menos, a estreia do projeto A00. E nada impede que, se ainda vender bem, siga no mercado por mais um tempo, da mesma forma que a chegada do novo Polo não significou o fim imediato do Fox.   
Projeções: Du Oliveira/Carplace

fonte: Carplace

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Scorpions - The Concert Live in Munich - Show Completo

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia