Enquete: Qual candidato merece o seu voto para ser presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de SJC

fonte: Enquete.com.br

segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Réveillon em Copacabana recebeu 2,4 milhões de pessoas

Casal se beija para celebrar 2018 em Copacabana (Foto: Marcos Serra Lima / G1)

Mesmo com a longa queima de fogos, com duração de 17 minutos, o público que acompanhou o réveillon em Copacabana foi menor do que o esperado pela prefeitura. Segundo o balanço divulgado pela RioTur, 2,4 milhões de pessoas acompanharm a chegada de 2018 em Copacabana. Antes, a previsão era de que 3 milhões de pessoas estivessem por lá.

No céu, 25 toneladas de fogos multicoloridos foram disparadas de onze balsas e formaram imagens como figuras geométricas, corações, estrelas, carinhas felizes, círculos e espirais, com um grande final em tom de dourado. Doze telões ajudaram o público a assistir à grande festa, 10 deles estavam espalhados pela orla e dois nas laterais do palco.

De acordo com estimativas da Riotur, a cidade recebeu cerca de 910 mil de turistas no período do réveillon, que movimentaram a economia carioca com R$ 2,3 bilhões. Segundo levantamento realizado pela ABIH/RJ (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis – seção RJ), a ocupação hoteleira foi de 97%, em média.

Anitta levou o público ao delírio com seu novo sucesso 'Vai Malandra' (Foto: Gabriel Monteiro/Riotur)


Shows


A festa de réveillon em Copacabana contou com shows de Anitta, Frejat, Cidade Negra e Belo, além de apresentações das escolas de samba Portela e Mocidade Independente de Padre Miguel, vencedoras do carnaval 2017 do Rio.

"Esse é o melhor Ano Novo da minha vida", diz Anitta ao se despedir do público, para quem cantou por mais de uma hora. A cantora transformou a areia da praia de Copacabana em um grande baile funk. O tema da festa esse ano foi "abraço".

Um arrastão foi registrado no início da queima de fogos, com roubos e furtos. Segundo relatos, houve roubo de carteiras, joias e celulares e furto de objetos deixados na areia. Até as 4h20, 618 pessoas haviam sido atendidas nos quatro postos de saúde da orla de Copacabana, a maioria por excesso de álcool e drogas.

Queima de fogos em Copacabana (Foto: Gabriel Monteiro / RioTur / Divulgação)

Limpeza


Mais de mil garis realizam a limpeza da Praia de Copacabana, na Zona Sul do Rio, na manhã desta segunda-feira (1°). Depois da grande festa da virada que, segundo a prefeitura, atraiu cerca de três milhões de pessoas para a areia da praia, o objetivo da Comlurb é entregar as vias e calçadas limpas até as 10h. No ano passado foram recolhidas 290 toneladas de lixo só em Copacabana.

O presidente da Comlurb, Rubens Teixeira, estima que a quantidade de lixo recolhida em Copacabana seja mais ou menos a mesma do ano passado.

"Embora a expectativa de público tenha sido maior, estamos apostando na consciência das pessoas no recolhimento de lixo reciclável. Também começamos uma limpeza com 200 garis no entorno já durante a madrugada" disse Teixeira.

Números do Réveillon


Palco


  • 4 mil metros quadrados
  • 4 vezes maior do que no ano anterior
  • 350 toneladas de estrutura metálica

Fogos


  • 17 minutos de fogos
  • 11 balsas oceânicas
  • 25 toneladas de fogos
  • 17 mil bombas
  • 9 mil efeitos de menor calibre
  • 250 metros de distância entre as balsas
  • 400 metros de distância entre a areia de Copacabana e as balsas

Outros números


  • 12 telões
  • 30 torres de som
  • 500 banheiros químicos

Anitta no réveillon de Copacabana (Foto: Marcos Serra Lima / G1)

Mocidade Independente de Padre Miguel se apresenta em Copacabana (Foto:  Alexandre Macieira/Riotur)

Hora do primeiro mergulho de 2018 em Copacabana (Foto: Marcos Serra Lima / G1)

Queima de fogos em Copacabana (Foto: Reprodução)

fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Malafaia defende Bolsonaro e critica imprensa: “Vão eleger ele no 1º Turno”

AO VIVO - TV Canção Nova

AS MAIS VISTAS