Postagem em destaque

Atirador mata 4 e comete suicídio em catedral de Campinas (SP)

Tiros deixam mortos e feridos em catedral no centro de Campinas, em SP Divulgação Um atirador abriu fogo em uma catedral em Campinas...

terça-feira, 4 de dezembro de 2018

Venda de veículos leves acumula alta de 14,1% até novembro

Venda de veículos leves acumula alta de 14,1% até novembro

Automóveis e utilitários somaram em 11 meses 2,24 milhões de unidades e vão superar projeção anual 

venda de veículos leves (automóveis e pequenos comerciais) somou em novembro 221,3 mil unidades. Os feriados nacionais de Finados e da Proclamação da República, mais o Dia da Consciência Negra (celebrado em boa parte do País), resultaram, na prática, em apenas 17 dias úteis em várias praças, embora os calendários apontem 20. Com isso houve queda de 9,6% nos emplacamentos em relação a novembro. No entanto, o acumulado do ano teve 2,24 milhões de autos e comerciais leves licenciados, 14,1% a mais que nos mesmos 11 meses do ano passado. Os números são da Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionários.

Considerando 20 dias úteis, a média diária de automóveis e comerciais leves se manteve praticamente estável em relação a outubro, com pouco mais de 11 mil unidades por dia, mas sobe para 13 mil unidades considerando os 17 dias que o mês teve na prática em quase todo o País.

Os emplacamentos em 11 meses mostram que o mercado vai superar as projeções atualizadas pela Fenabrave em outubro (leia aqui). A Fenabrave previa para todo o ano 2,07 milhões de automóveis licenciados, mas as vendas até novembro já atingiram 1,9 milhão. Considerando a média mensal no segmento, 2018 deve fechar com cerca de 100 mil carros a mais do que o previsto. 

Os comerciais leves licenciados até novembro já somam 333,2 mil emplacamentos, uma média de 30,3 mil por mês. Certamente passarão em cerca de 20 mil unidades a projeção anual de 343,4 mil. O aumento da confiança do consumidor na economia e a melhora nas condições de crédito favoreceram os segmentos de automóveis e comerciais leves este ano.


fonte: Automotive Business
Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE