Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 23, 2015

PMDB prepara o Xeque Mate contra a presidente Dilma

O maior partido da base governista planeja abandonar Dilma por um projeto próprio de poder. A saída de Michel Temer da articulação foi o primeiro passo. Por pouco, o rompimento definitivo não foi anunciado na semana passada pelo próprio vice-presidente Desde a redemocratização, o PMDB se especializou na modalidade do bicanoísmo, cujo principal atributo é saber navegar com um pé em cada canoa – a governista, preferencialmente, e a da oposição, válvula de escape para o caso de a parceria com o governo naufragar. Sem dispor de um nome capaz de triunfar nas urnas na disputa presidencial – algo que nem o doutor Ulysses Guimarães conseguiu, apesar de muitos terem botado fé no velhinho em 1989 –, o partido sempre adotou essa estratégia para se manter eternamente associado ao governo federal. Qualquer governo, sem distinção ideológica ou partidária. Assim, atuando como uma espécie de apêndice do Planalto, o PMDB nunca largou as benesses do poder. Em muitos casos, estabeleceu com o Exec

Festa do Peão de Barretos 2015, sertanejos são ovacionados pelo público

A noite desta sexta-feira (28) certamente será mais uma que entrará para a história da Festa do Peão de Barretos (SP). Arena, arquibancadas e camarotes lotados cantaram, dançaram e se divertiram com uma sequência de shows marcados por modas de viola, sucessos de raiz e hits do “novo sertanejo.” Edson & Hudson levaram os festeiros ao delírio com repertório romântico e solos de guitarra que fizeram referência ao rock internacional. Gusttavo Lima, por sua vez, enlouqueceu as fãs com o estilo “rebolativo” e baladas que falam de amor, traição e pegação. Nenhuma das duas atrações, no entanto, foi tão aplaudida quanto Chitãozinho & Xororó. Há cinco anos, a dupla marca presença no palco principal do maior rodeio da América Latina e, em 2015, conquistou Barretos mais uma vez. Os irmãos foram ovacionados pelo público, que cantou todas as letras do repertório, do início ao fim. Em “Evidências”, uma das canções mais esperadas, os aplausos intermináveis emocionaram os cantores. As

Festa do Peão de Barretos 2015, Cowboy cai de cavalo sofre traumatismo craniano

Dois competidores da modalidade Bareback ficaram feridos na noite desta sexta-feira (28) enquanto disputavam a prova na arena da 60ª Festa do Peão de  Barretos . Ricardo Larroyed e Breno Rocha, ambos de Cuiabá (MT), sofreram quedas bruscas após vencerem os oito segundos em cima dos cavalos que montavam. Segundo o médico Salim Ali Ubaiz, responsável pelo atendimento, Larroyed sofreu traumatismo craniano e foi levado para a Santa Casa de Barretos. Rocha também foi encaminhado ao hospital com suspeita de fratura na bacia. Os dois estão conscientes. O primeiro a se acidentar foi Larroyed, que caiu de cabeça no chão após cumprir os oito segundos de prova. Com o choque, o competidor ficou caído de bruços, imóvel na arena. Em seguida, o cowboy Breno Rocha bateu contra um painel de led próximo à grade da arena, enquanto tentava se soltar do cavalo em que havia acabado de competir. Ele caiu no chão e acabou desmaiando. Os dois foram rapidamente socorridos pela equipe médica da Arena e

A cada minuto, quatro pessoas são demitidas no Brasil

  A cada minuto, quatro pessoas são demitidas no Brasil. Com a alta de impostos, que aniquila as finanças das empresas, há o sério risco de o desemprego aumentar ainda mais Em julho, 157 mil trabalhadores foram demitidos no Brasil, o pior resultado para o mês nos últimos 23 anos. Sob qualquer ângulo, trata-se de um dado assustador. Significa que, a cada minuto, quatro pessoas acabaram dispensadas. É como se toda a população de uma cidade como São Caetano do Sul, na Grande São Paulo, perdesse o emprego. De acordo com o IBGE, quase meio milhão de vagas – ou uma Florianópolis inteira – desapareceram nos sete primeiros meses do ano. O publicitário paulistano Felipe Oliani, 29 anos, faz parte dessa dramática estatística. Ele está desempregado desde fevereiro, quando foi excluído da multinacional do setor hospitalar em que trabalhava como coordenador de marketing. Nos últimos seis meses, Oliani tem feito de tudo para arrumar uma colocação. Retomou todos os contatos profissionais, inves