Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 15, 2016

Acidentes de Rodeio da PBR

fonte:  https://www.youtube.com/watch?v=uk7PDpw-qSY

Comportamento, é hora de pacificar o Brasil

Após meses de indefinições políticas, degradação econômica, ebulição nas ruas e radicalização de discursos, o País assistiu à saída de Dilma Roussef do poder, um anseio da maioria dos brasileiros, e a chegada de Michel Temer à Presidência. Neste delicado momento de transição, no qual a nação está submersa numa severa crise, é chegada a hora de acalmar os ânimos e buscar a estabilidade.  Só assim será possível sair da recessão que castiga, indistintamente, os brasileiros. Nos Estados Unidos há tradicionalmente uma trégua de cem dias para avaliar o desempenho dos mandatários recém-chegados ao posto. O armistício informal foi instituído no governo de Franklin Delano Roosevelt, em 1933, durante a Grande Depressão. Ele assumiu após os quatro anos desastrosos do mandato de Herbert Hoover (1929-1933), momento em que bancos e empresas quebravam, trabalhadores estavam ameaçados de perder suas casas e a população americana clamava por uma reação. No Brasil de 2016, a situação é menos grave

Crise econômica, Globo tem lucro líquido superior a R$ 3 bi, bruto chega mais de R$ 16 bilhões

Por Daniel Fonsêca * Em 2015, a Globo Comunicação e Participações S.A. e suas subsidiárias registraram um lucro líquido de R$ 3,066 bilhões, o que significa um acréscimo de 30% em relação ao valor alcançado em 2014 (R$ 2,357 bilhões). No último balanço, o Grupo Globo retomou a curva ascendente no lucro líquido, já que em 2014 havia obtido um ganho 6% menor do que o de 2013 (R$ 2,503 bilhões). Curiosamente, os resultados de 2015 inverteram os sinais: se, no ano anterior, o rendimento caiu apesar do aumento de receita, desta vez, o aumento no lucro líquido ocorre num momento em que o faturamento da atividade-fim está em descenso. Em 2009, ano de crise mundial, o lucro líquido da Globo foi de apenas R$ 1,904 bilhão. Recuperou-se em 2010, com um pico vertiginoso de R$ 2,744 bilhões, mas, em 2011, o lucro voltou a cair para R$ 2,167 bilhões. Depois, teve novo pico em 2012, com R$ 2,948 bilhões, para, logo em seguida, sofrer forte queda em 2013, quando atingiu R$ 2,503 bilhões de

Por que a GM lidera e Fiat e Ford perdem posições

Crise muda a composição de forças na indústria automobilística. Chevrolet ocupa a liderança de forma consistente, Volkswagen começa a reagir e as asiáticas Hyundai e Toyota crescem. Da mesma forma que todos são iguais perante a lei, mas alguns são mais iguais do que os outros, na crise econômica toda a indústria automobilística está perdendo, mas algumas marcas estão ganhando participação de mercado e outras estão perdendo enormes fatias do bolo. Semana passada, num encontro com um executivo de uma grande montadora, ele desabafou: “Ninguém mais dá bola para market share, precisamos vender sem prejuízo”. Pode até ser que a defesa estratégica de algumas posições mercadológicas não seja prioridade no auge da crise, mas o que está acontecendo hoje é sério e certamente terá reflexo na recomposição de forças da indústria automobilística brasileira. Vamos aos números. Considerando só as vendas de automóveis de passeio em março, não existe surpresa com a liderança da General Motors,

Em meio a crise, GM anuncia novas contratações na planta de S. José em (SP)

Visando atender a crescente produção da S10, a General Motors confirmou a contratação de até 200 novos funcionários nas próximas semanas. Com o aumento das exportações da picape, o bjetivo seria atender ao mercado na América Latina, principalmente México e Argentina, países que teriam aumentado a procura pela picape S10. Banco de talentos; A contratação seria feita pela própria montadora nas próximas semanas, em razão de aumento da produção no segundo turno da S10, previsto para o próximo mês de junho. Até lá, a GM deve efetivar a contratação dos novos trabalhadores.  Eles reforçariam a produção no segundo turno da S10, setor que foi retomado em 15 de fevereiro após ter sido suspenso em maio do ano passado, em razão da crise que atingiu o mercado automotivo no país. fonte: http://canadauencetv.blogspot.com.br/

O que o Facebook sabe sobre você

São Paulo - Passando por sua timeline no  Facebook , você dá de cara com um anúncio . Já parou para pensar por que aquele anúncio apareceu ali? Pois o Facebook tem critérios bem claros para apresentar essas propagandas a você.  Publicidade Segundo a empresa, eles só consideram os anúncios "mais interessantes e úteis possíveis".  Para decidir o que mostrar, eles levam em conta o que você compartilha e as páginas que você curte, principalmente. Mas o Facebook, vendo seu perfil como o de um consumidor em potencial, lhe coloca em um público-alvo (target), de acordo com idade, gênero, localização e até tipo de dispositivo usado para acessar o site. As suas atividades em sites e aplicativos fora do Facebook também contam. Pode reparar: se você navegar, por exemplo, na Amazon ou no Estante Virtual atrás de livros e depois ir para sua timeline, certamente aparecerão anúncios dos livros que você estava procurando. O mesmo vale para qualquer outro produto no e-c

Os acertos – e quais os erros – de “X-Men: Apocalipse”

"Filme dos X-Men vai estrear nessa semana" não é exatamente uma frase inédita. Os mutantes acumulam 9 produções baseadas nos quadrinhos (6 sobre a equipe, 2 focados no herói Wolverine e um no mercenário Deadpool), todos lançados ao longo de um período de 16 anos. Sem contar o último deles, que chega aos cinemas brasileiros nesta quinta (19), a soma dos longas já arrecadou 3,8 bilhões de dólares - é a sétima franquia mais lucrativa da história de Hollywood. O novo da vez é  X-Men: Apocalipse . Quando o título foi anunciado, em 2013, a notícia movimentou fóruns de discussão espalhados pela internet. Os fãs não precisavam mais do que uma palavra. "Apocalipse" é o nome de um dos maiores vilões da Marvel, responsável por alguns dos mais importantes arcos envolvendo mutantes nas HQs. Junto com o título foi confirmado o diretor, Bryan Singer - o mesmo cara que já havia cuidado de outros três longas da série, que revelou: o filme se passaria nos anos 1980 e mostrari

Quando a vida das pessoas vira um canal de TV: Qs lives do Facebook

Em Mumbai, na Índia, a atriz e engenheira Komal Jha brincava com um lenço de cabelo e comia seu lanche da tarde - assistida por 14 mil pessoas do mundo inteiro. Ao mesmo tempo, adolescentes brincavam numa sala de aula no Congo que era transmitida para 70 espectadores. Na Nigéria, a viagem de ônibus de um rapaz em silêncio foi vista por 31 pessoas - o cara tinha mais espectadores do que likes na sua foto de perfil no Facebook. Na era do Netflix e do Youtube, temos acesso ao conteúdo que quisermos, na hora que quisermos - só não dá para zapear. O Facebook lançou um mapa que traz de volta o prazer de mudar de canal várias vezes, sem ter que escolher nada para assistir. Só que os canais passaram a ser a vida diária de estranhos em todos os cantos do planeta. A rede social começou a testar a transmissão de vídeos ao vivo em dezembro de 2015. Agora, o Facebook lançou o Live Map: um mapa que te permite zapear pelas transmissões do mundo inteiro. Como na televisão, os canais são uma gr

Novo Chevrolet Cruze 2017, veja detalhes

Faltando cerca de um mês para o lançamento no Brasil, o novo Cruze 2017 é o carro mais esperado do momento. Modelo de segunda geração oriundo do projeto Fênix, o sedã passa a ser fabricado na Argentina e substituirá o atual carro nacional em todas as suas versões. Entre os destaques do novo Cruze estão o uso de uma inédita plataforma e do motor Ecotec 1.4 16V com turbo e injeção direta, no lugar do antigo 1.8 16V aspirado. A transmissão segue com seis marchas, seja manual ou automática, e as versões de acabamento, ao menos no mercado argentino, são as seguintes: LT manual e automática, LTZ automática e LTZ Plus automática – o carro das fotos. Todo novo Cruze vem equipado de série com bancos de couro e central multimídia MyLink II com câmera de ré e conexão Apple Car Play e Android Auto – o que muda é que a tela sensível ao toque tem 7″ na versão LT e 8″ na LTZ. Ademais, o sistema passou a contar com botões físicos, como no nosso Cobalt, o que facilita o manuseio das principais