Postagem em destaque

"Adeus Corinthians", Carille aceita proposta do Al Wehda e deixa o timão

Fábio Carille não é mais técnico do Corinthians. Nesta terça-feira, o treinador aceitou a proposta de dois anos de contrato com o Al Wehd...

quarta-feira, 14 de março de 2018

Filme sobre Stephen Hawking rendeu Oscar a Eddie Redmayne em 2015

Eddie Redmayne recebe o Oscar de melhor ator por 'A teoria de tudo' (Foto: John Shearer/Invision/AP)


 Eddie Redmayne recebe o Oscar de melhor ator por 'A teoria de tudo' (Foto: John Shearer/Invision/AP)

A vida do físico britânico Stephen Hawking, morto aos 76 anos nesta quarta-feira (14), foi retratada no filme 'A teoria de tudo' de 2014 e rendeu o Oscar de melhor ator a Eddie Redmayne na premiação de 2015.

O roteiro foi baseado no livro de mesmo nome escrito por Jane, mulher do físico entre 1965 e 1995.

À esquerda, o físico Stephen Hawking, e, à direita, o ator Eddie Redmayne em 'A teoria de tudo' (Foto: AP e Divulgação)
À esquerda, o físico Stephen Hawking, e, à direita, o ator Eddie Redmayne em 'A teoria de tudo' (Foto: AP e Divulgação)


Em um comunicado, o ator disse que o mundo perdeu a um "cientista surpreendente", com "uma mente bonita".

"Perdemos uma mente realmente bonita, um cientista surpreendente e o homem mais divertido que eu tive o prazer de conhecer. Meu amor e meus pensamentos estão com essa extraordinária família", afirmou o ator, que ganhou o Oscar pela sua interpretação do físico, em 2014.

Dirigido por James Marsh, o longa ganhou dois prêmios no Globo de Ouro – melhor ator de drama, para a atuação de Eddie Redmayne, e melhor trilha sonora – e recebeu cinco indicações ao Oscar: melhor filme, ator, atriz, roteiro adaptado e trilha sonora original.


Trajetória de Stephen Hawking


Hawking se tornou um dos cientistas mais conhecidos do mundo ao abordar temas como a natureza da gravidade e a origem do universo. No final da década de 1960, ganhou fama com sua teoria da singularidade do espaço-tempo, aplicando a lógica dos buracos negros a todo o universo.

Ele detalharia o tema ao público em geral no livro "Uma breve história do tempo", best-seller lançado em 1988.

O físico também se tornou um símbolo de determinação por ser portador da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) e ter sobrevivido à doença por décadas. Em certo ponto, Hawking movia apenas um dedo e os olhos voluntariamente por causa da ELA.

Hawking usava um sintetizador eletrônico para poder falar. A voz robótica produzida pelo aparelho para expressar suas ideias acabou se tornando não só uma de suas marcas registradas como foi constantemente ouvida e respeitada no mundo todo.

Para produzir sua "fala", o físico formava as palavras em uma tela com o movimentos dos olhos, também usado para movimentar sua cadeira de rodas.

Atores britânicos Felicity Jones (Esquerda) e Eddie Redmayne e o cientista na estreia do filme 'The theory of everything' em Londres, em 2014 (Foto: Justin Tallis / AFP Photo)

Atores britânicos Felicity Jones (Esquerda) e Eddie Redmayne e o cientista na estreia do filme 'The theory of everything' em Londres, em 2014 (Foto: Justin Tallis / AFP Photo)


fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Scorpions - The Concert Live in Munich - Show Completo

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia