Postagem em destaque

Fique atento! Criminosos disfarçados de funcionários da EDP aplicam golpes em São José, SP

Criminosos disfarçados de funcionários da EDP, concessionária de energia que atende 19 cidades da região, aplicam golpes em clientes em ...

sexta-feira, 23 de março de 2018

“Pense num cabra animado”, comemora Lula ao saber de decisão do STF

Resultado de imagem para lula comemora
Durante ato realizado na noite dessa quinta-feira (22/3), na cidade de Palmeira da Missões (RS), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi informado sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu liminar impedindo sua prisão até o dia 4 de abril. A informação é do jornal Valor Econômico.
Segundo a publicação, Lula estava com a também ex-presidente petista, Dilma Rousseff, quando recebeu a notícia de um dos seus assessores. O auxiliar teria passado o celular para Lula conferir a notícia da decisão do Supremo, mas, sem conseguir enxergar direito, o político teria pedido que o assessor lesse o texto para ele: “Pense num cabra animado”, teria dito o ex-presidente. “Eu desejo apenas a lei e a justiça”, completou, de acordo com o jornal.
 Com um placar de 7 votos favoráveis e 4 contrários, os onze ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiram que o habeas corpus (HC) apresentado pela defesa do ex-presidente é válido e deve ser julgado pela Corte. No entanto, o plenário aprovou (também por 7×4) que a análise do mérito só seja realizada em 4 de abril.


Ao adiar o julgamento, os ministros acataram, por 6 votos a 5, pedido da defesa do ex-presidente e concederam liminar que garante a possível execução da pena somente quando o STF concluir a apreciação do mérito do habeas corpus.
A medida não altera a data de análise dos embargos de declaração apresentados pela defesa no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), marcada para segunda-feira (26). Mesmo que esses recursos sejam negados e a Justiça determine a imediata execução da pena, Lula permanecerá em liberdade até a decisão final do STF sobre o habeas corpus. O petista já foi condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de cadeia por corrupção e lavagem de dinheiro.
Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE