Postagem em destaque

Enquete: Qual seu candidato a Presidente da República você vai votar se a eleição fosse hoje?

O Brasil passa por uma crise moral e ética, além da corrupção que tomou conta de grande parte das instituições públicas, são milhões de ...

terça-feira, 12 de junho de 2018

Trump e Kim Jong-un protagonizam aperto de mãos histórico em Cingapura

Resultado de imagem para Trump e Kim Jong-un protagonizam aperto de mãos histórico em Cingapura


O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, protagonizam aperto de mão histórico em Singapura. Eles se deram as mãos antes mesmo de falarem entre si. A crena foi registrada às 22 horas desta segunda-feira (11), pelo horário de Brasília. No pequeno país asiático, já é manhã da terça-feira (12).
Kim Jong-un e Donald Trump aguardam início do encontro em Singapura (Foto: AP/Evan Vucci)A cena foi preparada para ganhar as primeiras páginas dos jornais. Enquandto se cumprimentavam, os líderes posaram diante de um cenário formado por bandeiras dos Estados Unidos e da Coreia do Norte. Na sequência, Trump deu um tapinha nos ombros de Kim e os dois seguiram para uma antessala.
Um oficial da Casa Branca confirmou à imprensa norte-americana que Trump e Kim iniciaram encontro frente a frente sozinhos, com apenas tradutores presentes. Em seguida, os principais assessores farão a reunião bilateral ampliada.
É a primeira vez em que um presidente norte-americano em exercício se encontra com um líder norte-coreano. O objetivo de Trump no encontro é garantir a desnuclearização da Coreia do Norte. Em troca, ele deve oferecer a Kim um tratado de paz e assistência econômica ao isolado país asiático, que sofre há décadas com diversas sanções impostas pela comunidade internacional.

Objeto de idas e vindas ao longo das últimas semanas, a cúpula havia sido cancelada pelos americanos no fim de maio, sob a alegação de que Pyongyang dera amostras de "franca hostilidade" em relação aos EUA. No entanto, no último dia 1º, Trump disse que Kim Jong-Un está "comprometido com a desnuclearização" de seu país e que eles estão "construindo um bom relacionamento".
Um acordo entre os países ainda pode selar o fim oficial da Guerra da Coreia, que marcou a separação da península coreana e terminou há 65 anos, mas sem um acordo de paz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Entre em nosso Grupo de Notícias WhatsApp

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia