segunda-feira, 30 de julho de 2018

21 mil pessoas querem beber água encontrada em sarcófago egípcio

Resultado de imagem para 21 mil pessoas querem beber água encontrada em sarcófago egípcio

Algumas pessoas acreditam que o líquido encontrado com esqueletos contam com propriedades mágicas. O próprio governo do Egito precisou intervir
 No início de julho o Ministério de Antiguidades egípcio anunciou a descoberta do maior sarcófago já encontrado em Alexandria. Ele fica no distrito de Sidi Gaber e tem cerca de 2000 anos. Enterrado a mais de cinco metros de profundidade, conta com 2,65 metros de comprimento e 1,65 metro de largura. Sabe-se que era de alguém importante, já que foi encontrado perto de uma cabeça esculpida em pedra, posição normalmente reservada para a elite da época.

Resultado de imagem para 21 mil pessoas querem beber água encontrada em sarcófago egípcio

Feito de granito preto, o sarcófago foi aberto com cuidado, mas gerou decepção: no lugar de múmias, só tinha três esqueletos e uma água suja. Os arqueólogos acreditam que a água tenha vindo de uma vala de esgoto, e penetrado na caixa por alguma fresta, acelerando o processo de decomposição das múmias. Acredita-se que tenham sido soldados do Período Ptolemaico, que começou em 305 a.C e acabou em 30 a.C.

Resultado de imagem para 21 mil pessoas querem beber água encontrada em sarcófago egípcio
Todo o processo da descoberta gerou movimentação nas redes sociais. Primeiro, com muitas especulações sobre alguma possível figura histórica estar dentro do sarcófago, depois com supersticiosos alertando para o perigo de abrir a caixa e liberar uma antiga maldição. Agora, cerca de 21 mil pessoas se voluntariaram para beber a água suja, acreditando que ela seja uma espécie de elixir mágico da vida.

fonte: Superinteressante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Entre em nosso Grupo de Notícias WhatsApp

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia