quinta-feira, 5 de julho de 2018

Meninos presos em caverna na Tailândia: com chuvas fortes previstas, equipes de resgate correm contra o tempo

Equipes de resgate no complexo de cavernas onde os garotos e o treinador estão presosDireito de imagemREUTERS


Image captionEquipes de resgate correm para preparar a área e executar o plano de salvamento do grupo em função das chuvas que se aproximam

Equipes de resgate estão correndo contra o tempo - e contra a chuva - para libertar 12 garotos e seu treinador de futebol presos em uma caverna inundada na Tailândia.
A expectativa é que uma forte chuva crie uma enchente na região em questão de dias - e há temores de que isso eleve perigosamente o nível da água no local em que estão abrigados.
Os garotos, que têm idades entre 11 e 16 anos, e o treinador, de 25, estão presos desde 23 de junho.
Eles entraram na caverna quando ainda estava seca - antes que fortes chuvas repentinas bloqueassem a saída.
O grupo foi encontrado na segunda-feira à noite por dois mergulhadores britânicos, numa plataforma rochosa a cerca de 4 km da entrada da caverna.

A região de Chiang Rai, onde eles estão presos, passou por uma estiagem nos últimos dias, mas a expectativa de virada de tempo pode forçar a equipe de resgate a acelerar seus planos.
"Nós estávamos correndo contra o tempo antes de encontrá-los", disse o governador de Chiang Rai, Narongsak Osotthanakorn, em uma entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira. "Agora estamos correndo contra a água."
Narongsak também reiterou que foram instaladas linhas telefônicas na caverna para que os meninos possam falar com suas famílias, mas que elas ainda não alcançaram o local onde o grupo está.
Um novo telefone está sendo levado para a caverna, depois que o aparelho que seria originalmente usado caiu na água e parou de funcionar.
A expectativa era de que uma estiagem mais longa permitisse que o nível da água baixasse o suficiente para que o grupo pudesse sair do complexo de cavernas ou de ser levado para fora sem a necessidade de mergulhar.
Nas condições atuais, os mergulhadores estavam levando cerca de 6 horas para chegar à caverna dos meninos.
Muitos deles não sabem nadar, e todos teriam de aprender noções básicas de mergulho para o caso de essa ser a forma escolhida para deixarem a caverna.


Soldados com suprimentos em área próxima à caverna
Image captionMilitares levam suprimentos para a área onde stão concentrados os esforços de salvamento: Retirar o grupo de dentro da caverna é um desafio

Helier Cheung, jornalista da BBC News enviada ao local, observa que as equipes de resgate estão trabalhando em condições extremamente difíceis. "O calor tem sido escaldante e implacável, com mais de 30ºC, ao mesmo tempo em que grande parte do local está submersa em lama suja, com vários centímetros de espessura em alguns lugares, e extremamente escorregadia", diz ela.
"Mas o trabalho continuou em ritmo incessante. Todo mundo está ciente de que, quando as chuvas das monções começarem, os esforços de resgate serão muito mais difíceis", acrescentou.
Enquanto isso, centenas de trabalhadores ajudam a manter o local em ordem, descreve Cheung. "Engenheiros rodoviários colocam cascalho na área para tentar fixar a lama, trabalhadores a serviço da cozinha real tailandesa fornecem comida quente para todo mundo, e voluntários distribuem garrafas de água e picolés para os que estão no local".


Garotos presos na cavernaDireito de imagemGETTY IMAGES
Image captionEncontrados nove dias após ficarem presos na caverna, os garotos receberam suprimentos, atendimento médico e também gravaram vídeos

Um funcionário público local, que se ofereceu para ajudar a distribuir suprimentos, disse que não conhecia os meninos pessoalmente, mas decidiu ajudar porque considera os meninos que estão na caverna "como irmãos".
Os militares tailandeses já haviam dito que se os garotos não puderem mergulhar, é possível que tenham de esperar até quatro meses para que as inundações diminuam e eles possam sair.
Alimentos e outros suprimentos estão sendo preparados para essa eventualidade.
De acordo com informações do jornal Bangkok Post, o ministro do Interior, Anupong Paojinda, enfatizou a urgência da evacuação, acrescentando que a previsão era de que a chuva "ocorresse nos próximos dias".
Tentativas para reduzir o risco de novas inundações estão em curso, por meio da drenagem da água do sistema de cavernas, disse Anupong.
Os níveis de água caíram mais de 40 centímetros desde quarta-feira, permitindo que equipes de resgate agora atravessem um trecho de 1,5 km a partir da entrada até o que está sendo chamado de terceira câmara.


Integrantes da equipe de resgate caminham em meio a canos e à água que está sendo drenada da cavernaDireito de imagemREUTERS
Image captionO trabalho de resgate corre contra o tempo para conseguir drenar a água da caverna e permitir, assim, a saída dos garotos e do treinador

Cerca de 128 milhões de litros de água foram drenados até esta quinta-feira, com os níveis de água baixando a uma taxa média de 1,5 cm por hora.
O complexo de cavernas em que o time de futebol está preso é normalmente inundado durante a estação das chuvas, que dura até setembro ou outubro.

fonte: BBC Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Entre em nosso Grupo de Notícias WhatsApp

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia