quarta-feira, 18 de julho de 2018

Namorada de Doutor Bumbum é levada para cadeia em Benfica, Rio

Namorada do médico conhecido como Doutor Bumbum, Renata Fernandes Cirne, de 19 anos, foi transferida nesta quarta-feira (18) (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

Namorada do médico conhecido como Doutor Bumbum, Renata Fernandes Cirne, de 19 anos, foi transferida nesta quarta-feira (18) (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

A namorada do médico Denis Cesar Furtado, conhecido como Doutor Bumbum, foi transferida nesta quarta-feira (18) para o Centro de Triagem de Benfica, na Zona Norte do Rio. Desde domingo (15), Renata Fernandes Cirne, de 19 anos, estava detida na 16ª DP (Barra da Tijuca).

Ela trabalhava como secretária dele e foi presa em flagrante, após marcar com um taxista para pagar os pertences da vítima Lilian Calixto, que morrera após o procedimento de preenchimento dos glúteos feito na cobertura do médico.

Renata, que trabalhava como secretária do médico Denis Cesar Barros Furtado, foi presa em flagrante (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

Renata, que trabalhava como secretária do médico Denis Cesar Barros Furtado, foi presa em flagrante (Foto: Alba Valéria Mendonça/ G1)

A advogada Valéria Vieira disse que contra Renata havia dois pedidos de prisão. Um deles foi revogado. Ela saiu da delegacia algemada.

Depois, foi levada para o Instituto Médico-Legal (IML), no Centro do Rio de Janeiro, para passar por um exame de corpo de delito. Às 11h, ela chegou em Benfica.

"Entramos com um habeas corpus para liberar a Renata, que é inocente. Estamos aguardando o julgamento. Acredito que ainda hoje, até o final do dia, teremos uma decisão", disse a advogada, que acredita que a prisão de Renata é uma forma de pressionar o médico para que ele se entregue.



Renata teve prisão temporária expedida por homicídio doloso qualificado e associação criminosa, assim como o médico, a mãe dele, a médica Maria de Fátima Barros Furtado e a auxiliar Rosilane Pereira da Silva. Denis e a mãe estão foragidos. A prisão de Rosilane não foi autorizada pela justiça.

A causa da morte de Lilian ainda não foi divulgada. Ela foi à casa do médico de táxi, enquanto o taxista ficou na portaria aguardando. Com a demora, o motorista ligou para a passageira. Denis deu R$ 300 ao motorista e o dispensou, dizendo que Lilian ia demorar porque era um jantar.

De carro e acompanhado da namorada, o médico levou a paciente ao Hospital Barra D'Or. Quando ela morreu, Denis foi embora. Ele não informou os colegas que a atenderam sobre o procedimento estético, de acordo com a polícia.



fonte: G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Entre em nosso Grupo de Notícias WhatsApp

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia