Postagem em destaque

Conheça a trajetória de Carlos Chosn preso no Japão, o executivo que virou 'titã' da indústria automotiva

A montadora afirmou, em nota, que conduziu uma investigação interna por vários meses e descobriu que  Ghosn "subnotificou seus rendi...

segunda-feira, 9 de julho de 2018

No Twitter, apresentadora e atriz falam em “envenenar” o juiz Sérgio Moro

A ex-VJ Jana Rosa causou controvérsia neste domingo (8) quando, em sua conta no Twitter, falou em “envenenamento”, numa referência ao juiz federal Sérgio Moro. Partidários do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, apoiaram Jana – caso da atriz Pathy Dejesus. Já os de posição contrária chegaram a solicitar medidas “enérgicas” da rede social, devido à “ameaça”.
“Decepcionada que ainda não envenenei o Moro”, tuitou Jana. Hoje, o juiz federal afirmou que o desembargador Rogério Fraveto, plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, era “autoridade absolutamente incompetente”. Fraveto determinou a soltura de Lula, acatando pedido de habeas corpus apresentado na sexta-feira (6) por três deputados do PT.
Por fim, Sérgio Moro consultou o presidente do TRF-4, Thompson Flores, que o aconselhou a acionar o relator da Lava Jato no Tribunal, João Pedro Gebran Neto. Este determinou que Lula continuasse preso. Fraveto emitiu mais duas ordens de soltura; contudo, o presidente do Tribunal manteve a prisão de Lula.
Jana Rosa reagiu com ironia a respeito dos comentários desabonadores sobre sua publicação, retuitando mensagens sobre sua “periculosidade”. Já Pathy Dejesus apagou sua resposta – “Me chama” – ao tuíte do “envenenamento” (print abaixo).

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE