Postagens

Mostrando postagens de Abril 8, 2018

Nova pesquisa Datafolha será divulgada neste domingo

Imagem
  A Lula, aliados fazem análise pessimista sobre revisão de prisão SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Folha de S.Paulo divulga em seu site às 0h01 deste domingo (15) os resultados da nova pesquisa Datafolha. O levantamento foi feito com mais de 4.000 eleitores de 227 municípios, de 11 a 13 de abril. A última edição da pesquisa foi divulgada em janeiro. Além de apontar a preferência nas eleições presidenciais, o Datafolha também mostra a percepção dos brasileiros sobre a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na semana passada, após a condenação em segunda instância no caso do tríplex no Guarujá. A pesquisa mostra ainda dados sobre a avaliação do governo Geraldo Alckmin (PSDB) em São Paulo, que deixou o cargo no dia 6 de abril para disputar a presidência. fonte: Folha de São Paulo

Mísseis saíram de caças, submarinos e navios; veja como foi a ofensiva

Imagem
 Obombardeio de Estados Unidos, França e Reino Unido a alvos supostamente relacionados a armas químicas na Síria começou por volta das 4h da madrugada na Síria (22h de sexta-feira em Brasília), no momento em que o presidente norte-americano  Donald Trump anunciava a ação . A Rússia chegou a afirmar que a defesa antiaérea síria interceptou 71 mísseis, no entanto, o Departamento de Defesa dos EUA disse que nenhum dos 105 mísseis disparados sofreu interferência. Os alvos Centro de pesquisa e desenvolvimento Barzah Localização: na região da grande Damasco Suspeita de produção e testes de tecnologia química e biológica Armas: 76 mísseis (57 Tomahawk e 19 Jassm) Armazém em Him Shinshar Localização: perto de Homs Suposto depósito de gás sarin e equipamentos de produção Armas: 22 mísseis Bunker em Him Shinshar Localização: Homs Suposto depósito de armas químicas e posto de comando Armas: 7 mísseis De onde saíram os mísseis

" Em defesa da família" Suzane von Richthofeno será candidata pelo PT a deputada federal

Imagem
A fake news está circulando pelas redes sociais Uma imagem com a fotografia de Susane von Richthofen como suposta candidata a deputada federal pelo PT, sob o número 13666 e com o slogan ' Em defesa da família', circula pelas redes sociais. No entanto, segundo destaca o UOL, trata-se de um boato. A paulista, que foi condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos pais em outubro de 2002, está com os direitos políticos suspensos. "Segundo o artigo 15, inciso 3 da Constituição, quem for condenado criminalmente, com ação transitada e julgada, que é o caso dela, fica com os direitos políticos suspensos enquanto durarem os efeitos da pena", afirma Alberto Rollo, advogado especialista em direito eleitoral, em entrevista ao UOL. "Isso significa que, durante esse período em que ela cumpre pena, não poderá exercer estes direitos. Ainda que esteja em regime semiaberto, isso não muda", esclarece o advogado. Além disso, Suzane não é filiada ao PT. O seu nome

EUA, Reino Unido e França atacam Síria em retaliação a suposto ataque químico

Imagem
O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (13) ter ordenado "ataques de precisão" contra alvos na Síria, em uma ação coordenada com os governos da França e do Reino Unido, uma semana após um suposto ataque com armas químicas ter matado cerca de 40 civis em Duma. "Ordenei às forças armadas dos Estados Unidos que lancem ataques de precisão contra alvos associados à capacidade de armas químicas do ditador Bashar Al Assad", disse Trump em discurso à Nação na Casa Branca. Enquanto o presidente anunciava os ataques, várias explosões foram ouvidas na capital da Síria, Damasco, segundo um correspondente da AFP. A TV estatal síria também reportou os ataques americanos e a defesa antiaérea entrou em ação contra a "agressão" americana. Instantes depois de ordenar o ataque, Trump responsabilizou Rússia e Irã "por apoiar, equipar e financiar o regime criminoso" da Síria. Por isso, acrescentou, a Rússia "descumpriu sua

Possível candidato a presidência da república, Joaquim Barbosa sai em defesa de Lula

Imagem
O ex-presidente do Supremo Joaquim Barbosa saiu em defesa do ex-presidente Lula, a quem aconselha não disputar 2018 para “pacificar” o país. Presidente do STF durante o “mensalão”, o ex-magistrado afirma que o dinheiro de Lula não é fruto de propinas como acusa a lava jato. “Acho que ele não deveria ser candidato. Vai rachar o país ainda mais. Já está em idade de usufruir da vida e do dinheiro que ganhou com suas palestras. Só que o estão empurrando para ser candidato, com essa cruzada que o coloca contra a parede. É um ódio irracional esse que apareceu no país”, disse o ex-ministro ao  Valor . Barbosa é aventado como candidato do PSB à Presidência da República. Na entrevista, Joaquim Barbosa admitiu a candidatura ao sinalizar para o eleitorado de Lula. “Eles instauraram no Brasil a ordem jurídica deles, e não a das nossas instituições. O Brasil teve um processo de impeachment controverso e patético e o mundo inteiro assistiu. A sequência daquele impeachment é o que esta

"Votei em Lula e Dilma e não me arrependo", diz Joaquim Barbosa

Imagem
Joaquim Barbosa, relator do mensalão, diz que Brasil evoluiu sob as gestões de Lula e Dilma e critica a imprensa brasileira: "imprensa e empresariado brasileiro estão nas mãos de pessoas brancas e conservadoras" O “dia mais chocante” da vida de Joaquim Benedito Barbosa Gomes, 57, segundo ele mesmo, foi 7 de maio de 2003, quando entrou no Palácio do Planalto para ser indicado ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) pelo então presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A ocasião era especial: ele seria o primeiro negro a ser nomeado para o tribunal. “Eu já cheguei na presença de José Dirceu [então ministro da Casa Civil], José Genoino [então presidente do PT], aquela turma toda, para o anúncio oficial. Sempre tive vida reservada. Vi aquele mar de câmeras, flashes…”, relembrava ele em seu gabinete.  “Vi o Lula pela primeira vez no dia do anúncio da minha posse. Não falei antes, nem por telefone. Nunca, nunca.” Por pouco, não faltou à própria cerimônia. “V

GM pode conceder férias coletivas em sua planta de São José dos Campos, SP, diz jornal

Imagem
A General Motors estuda dar férias coletivas a trabalhadores do complexo industrial de São José dos Campos, no qual emprega cerca de 4,5 mil funcionários. O período de paralisação seria entre 2 e 14 de maio. Somados aos dias parados em janeiro deste ano, de acordo com fontes na GM, a montadora não iria mais dar férias coletivas em outras datas em 2018, apenas nas festas de final de ano, como é de praxe. Segundo Renato de Almeida, o ‘Renatinho’, secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos de São José, a GM ainda não oficializou o pedido de férias coletivas ao sindicato. Por lei, a montadora tem que avisar antecipadamente a entidade e o Ministério do Trabalho. “Não tem nada oficial ainda. Estamos esperando a empresa protocolar [o pedido]. Há rumores de que vão acontecer as férias na fábrica”, disse o sindicalista. A GM não comenta o assunto. fonte: O Vale

Carlos Zarlenga, da GM: 2017 foi o ano da virada

Imagem
CARLOS ZARLENGA: “Ano passamos o setor cresceu quase 10% e nós, ainda mais” / Germano Lüders (/) O presidente da montadora conta como conseguiu manter a liderança da GM no Brasil e os ganhos de juntar as operações com a Argentina em uma única empresa Há pouco mais de um ano, o argentino Carlos Zarlenga assumiu a presidência da montadora americana  General Motors  no Brasil. O desafio era juntar as operações do país com a Argentina e manter a liderança em vendas em um momento de crise aguda para a indústria. O resultado foi aumento de 14% nas vendas e a consolidação do primeiro lugar de sua marca Chevrolet no mercado nacional. Foram 394.000 unidades vendidas no ano passado. Em relação a 2016, sua participação cresceu de 17,4% para 18,1% e seu carro Onix foi, novamente, o mais vendido do mercado. Como grande parte das montadoras, a crise também judiou da GM e ela somou um prejuízo operacional de 3,8 bilhões de reais na América do Sul no acumulado de 2014 a 2017, segundo d

Prefeito de São José recebe representantes do Sindicato para tratar de campanha por investimentos na GM

Imagem
Prefeito recebeu carta que cobra participação da Prefeitura em campanha por investimentos e empregos na montadora Representantes do Sindicato dos Metalúrgicos se reuniram na sexta-feira (6) com o prefeito de São José dos Campos, Felicio Ramuth (PSDB), para tratar da campanha por investimentos e empregos na planta da General Motors na cidade. A reunião ocorreu no Paço Municipal e durou cerca de meia hora. Durante o encontro, o secretário-geral do Sindicato, Renato Almeida, entregou ao prefeito uma carta que reivindica a incorporação da Prefeitura na campanha que cobra o aporte de investimentos e a criação de postos de trabalho na GM, a realização de uma audiência pública para discutir o tema e a intermediação do chefe do poder executivo joseense para buscar um encontro com o recém-empossado governador do Estado, Márcio França (PSB). Felicio leu em voz alta o documento e, em seguida, anunciou que vai "enveredar todos os esforços" para atender as três demandas dos re

Ford e Chevrolet planejam parar a venda de quatro carros de passeio nos EUA

Imagem
O Chevrolet Sonic é um dos candidatos a sair do mercado nos Estados Unidos, por causa do baixo volume de vendas. Foto: Chevrolet Não é ape nas no Brasil que os utilitários-esportivos têm feito vítimas no mercado. De acordo com o The Wall Street Journal, a  General Motors  e a  Ford  planejam deixar de vender nos Estados Unidos hatches e sedãs de baixo volume de vendas, para se concentrar em modelos mais atraentes do ponto de vista comercial. Segundo o jornal, a GM deixaria de vender nos EUA o compacto  Sonic  (que lá é considerado subcompacto) e o  Impala , um sedã que já tem 61 anos de produção (e tradição). Da mesma forma, a concorrente Ford também planeja paralisar as vendas do   Fiesta   e – talvez – até mesmo do   Fusion . Ambos são produzidos no México. As vendas do Fiesta não vão muito bem, e o Fusion não consegue concorrer com a trinca oriental formada por Toyota Camry, Honda Accord e Nissan Altima. Para se ter uma ideia, a Toyota vendeu 35.264 unidades do Camry

Gigantes da internet sabem por onde você anda, que lugares frequenta e com quem fala; entenda

Imagem
Facebook pode até ser a bola da vez, devido ao vazamento dos dados de 87 milhões de seus usuários, mas não é a única empresa que coleta, processa e usa em plataformas conectadas as informações de bilhões de pessoas em todo o mundo. Ele está acompanhado de outras gigantes de tecnologia como Apple, Google, Microsoft e Twitter, que não sabem só por onde você anda, que lugares frequenta ou com quem fala. Conhecem sua opinião sobre assuntos íntimos, da política à opção sexual. E ainda trabalham para refinar mais suas lupas tecnológicas, para conseguir, por exemplo, definir a classe social de alguém usando detalhes como qualidade do celular usado. “Os serviços delas são gratuitos, são quase como se fossem um pote de mel. Em troca deles, damos os dados sobre nós”, afirma Danilo Doneda, professor do Instituto de Direito Público (IDP) e especialista em privacidade e proteção de dados. Fabio Malini, professor e pesquisador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cultura da Universidade

AJUDE À MANTER NOSSO CANAL

AJUDE À MANTER NOSSO CANAL
Sua colaboração é importante para que nosso trabalho continue, faça sua doação, aponte a câmara do seu celular para QR CODE.