Postagem em destaque

Previdência: proposta é de idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres, detalhes serão divulgados

O secretário de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, afirmou nesta quinta-feira (14) que a proposta do gove...

Não achou a matéria? Pesquise aqui!

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Com Bolsonaro, EUA batem China e lideram exportações da RMVale

No primeiro mês do ano, os EUA recuperaram a liderança perdida para a China como maiores comprados dos produtos feitos na região; os americanos importaram US$ 171,4 milhões contra US$ 129,8 milhões dos chineses
A preferência do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) pelos Estados Unidos em detrimento da China, conforme declarações de membros da cúpula do mandatário, impactou a balança comercial da RMVale.
No primeiro mês do ano (e do governo), os Estados Unidos recuperaram a liderança perdida para a China como maiores comprados dos produtos feitos na região.
Os americanos importaram US$ 171,4 milhões em janeiro contra US$ 129,8 milhões dos chineses, US$ 41,6 milhões a mais. O levantamento foi feito por OVALE com dados do Ministério da Economia.
Em janeiro de 2018, por exemplo, a China era a maior compradora da RMVale com US$ 108,8 milhões, com os EUA na terceira colocação, importando US$ 76,8 milhões.
Os americanos perdiam para a Arábia Saudita, com US$ 80,7 milhões.
Neste ano, além das posições se inverterem, os EUA registraram um aumento de 123,57% nas importações de produtos da RMVale frente ao volume de janeiro de 2018, com US$ 171,4 milhões contra US$ 76,6 milhões.
O resultado anula 12 meses de queda nas importações americanas na comparação com o período anterior. O último mês positivo dos EUA havia sido em 2017, com alta de 0,37% frente às importações de 2016. A participação dos americanos no total das exportações do Vale cresceu de 12,26% em janeiro de 2018 para 22,70% neste ano.
A China ultrapassou os EUA e tornou-se o principal parceiro comercial da região em janeiro de 2018, com US$ 108,8 milhões, volume que cresceu 19,28% em igual período deste ano, para US$ 129,8 milhões. Nesse período, a participação chinesa na exportação do Vale caiu de 17,40% para 17,19%.
Compra de petróleo do Vale dá primeiro lugar aos americanos
A exportação de petróleo bruto fez os Estados Unidos ultrapassarem a China e reassumirem o posto de principal parceiro comercial da RMVale em janeiro de 2019, com US$ 171,4 milhões. Os chineses importaram US$ 129,8 milhões. Ilhabela e São Sebastião venderam aos americanos US$ 78,9 milhões em janeiro deste ano, 46% do total comprado pelo país na região. Em janeiro de 2018, as duas maiores exportadoras de petróleo do Vale não fizeram negócio com os EUA. São José é o principal parceiro comercial dos EUA no Vale, com US$ 67,7 milhões exportados neste ano.
fonte: O Vale

Nenhum comentário:

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE