sexta-feira, 11 de outubro de 2019

EUA diz que mantém apoio ao Brasil na OCDE: “Somos apoiadores entusiasmados para a entrada do Brasil”



O governo de Donald Trump re-afirmou nesta quinta-feira (10) que os Estados Unidos mantêm o apoio à entrada do Brasil na Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), mas não estabeleceu um prazo para que isso aconteça e ponderou que a expansão da entidade deve ser feita em “ritmo controlado.”, diz o Zero Hora.


“A declaração conjunta de 19 de março do presidente Trump e do presidente Bolsonaro afirmou claramente o apoio ao Brasil para iniciar o processo para se tornar um membro pleno da OCDE e saudou os esforços contínuos do Brasil em relação às reformas econômicas, melhores práticas e conformidade com as normas da OCDE. Continuamos mantendo essa declaração”, diz a nota divulgada pelo Departamento de Estado americano.
“Apoiamos a expansão da OCDE a um ritmo controlado que leve em conta a necessidade de pressionar as reformas de governança e o planejamento de sucessão […] Todos os 36 países membros da OCDE devem concordar, por consenso, com o calendário e a ordem dos convites para iniciar o processo de adesão à OCDE.”
O secretário de Estado norte-americano, Michael Pompeo, afirmou, pelas redes sociais:
“A carta vazada não representa com precisão a posição dos Estados Unidos em relação ao alargamento da OCDE. Somos apoiadores entusiasmados para a entrada do Brasil nessa importante instituição e os EUA vão fazer dar um grande apoio para a inclusão do Brasil”, escreveu Mike Pompeo em sua página no Twitter na noite de hoje. “Saudamos as promessas do Brasil para reformas econômicas e os esforços para aplicar as melhores práticas e adequação da plataforma regulatória aos padrões da OCDE”
“Ao contrário das notícias da mídia, os Estados Unidos, consistente com a declaração conjunta dos presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro de 19 de março, mantém total apoio para os esforços para o Brasil iniciar o processo de se tornar membro pleno da OCDE”

We have welcomed Brazil’s ongoing efforts regarding economic reforms, best practices, and a regulatory framework in line with the standards of the OECD.
The leaked letter does not accurately represent the United States’ position with respect to OECD enlargement. We are enthusiastic supporters of Brazil’s entry into this important institution and the United States will make a strong effort to support Brazil’s accession.

fonte: República de Curitiba  

Nenhum comentário:

INSTAGRAM

COMPARTILHE