Postagem em destaque

Jornalistas e políticos recebem mandado de busca e apreensão por inquérito sigiloso de Alexandre de Moraes

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje uma ordem judicial emitida pelo Inquérito sigiloso Nº 4.781 conduzido pelo Supremo Tribunal Federal (...

domingo, 10 de novembro de 2019

Fitch rebaixa nota de crédito da Rede Globo e cita mercado adverso


Cai receita com publicidade, ressalta que há folga de caixa
A agência de classificação de risco Fitch rebaixou na última semana a nota de crédito da Rede Globo, citando a migração de receitas com publicidade para o meio digital e o desempenho operacional do veículo no mercado externo. As informações são do site Money Times.
A empresa tem uma dívida de R$ 3,3 bilhões em títulos no mercado, sendo que alguns em moeda estrangeira. Ainda assim, a Fitch e outras agências de risco destacam que a Globo está longe de ter seu caixa comprometido e que a empresa aposta na produção de conteúdo próprio para compensar a queda na receita.Receba a newsletter do Poder360,
Além disso, a Fitch considera incerto que a Globo consiga usar sua posição no mercado para se beneficiar a perspectiva de recuperação da economia brasileira. Para a agência, a empresa terá dificuldades para enfrentar a contração do mercado publicitário e a diminuição na participação no mercado de TV por assinatura.

EMBATES

As dificuldades da Rede Globo não ficam apenas no contexto financeiro. A emissora está em pé de guerra com o Palácio do Planalto, e é alvo frequente de críticas por parte do presidente Jair Bolsonaro e governistas.
Bolsonaro tem priorizado a sua exposição a empresas concorrentes, notadamente o SBT e a Record. Levantamento do Poder360 mostra que essas duas emissoras receberam mais entrevistas do presidente ao longo de 8 meses de governo. As duas entrevistaram o presidente 5 vezes cada, enquanto a rede Globo apenas 2. Ele também recebe mais executivos da empresa do bispo Edir Macedo na comparação com outros veículos.
A apresentadora e filha de Silvio Santos Patrícia Abravanel disse que o SBT “é muito pró-governo” durante participação em 1 programa em agosto. O pai e proprietário da emissora participou junto a Edir Macedo (Record) e Marcelo de Carvalho (RedeTV!) do desfile de 7 de Setembro ao lado de Bolsonaro.

fonte: Poder360

Nenhum comentário: