“Vergonha alheia” do ex-ministro da educação que não sabe escrever “racismo”

Já não é o primeiro erro básico, típico de quem não conhece a língua portuguesa, que ele comete, deixando claro que a situação de falimento da educação da era petista no controle do Estado é consequência direta dessa pessoa, que se fizesse uma redação de 20 linhas sobre qualquer assunto cometeria erros de grafia e concordância (nominal e verbal) típicos de um semi-analfabeto.
Fernando Haddad é mais uma prova da mediocrização que o PT impôs ao país, ao colocar incapazes em lugares de destaque no Estado.
fonte: Jornal Cidade

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Imagens fortes! Gamer mata amiga na vida real, filma, debocha e diz que tinha pacto satânico

Gratidão, Presidente!