Nem a Bíblia Sagrada escapou da corrupção do PT



O órgão divulgou na última semana o que seria o esquema criminoso organizado entre o filho do ex-presidiário, Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, e a operadora Oi.
Segundo o órgão, a Oi teria pago 27,2 milhões entre 2009 e 2013 à família Lula da Silva para que o então presidente Lula editasse o decreto que permitiu a fusão da operadora com a Brasil Telecom. Os repasses foram feitos através de um contrato entre a OI e a empresa Goal Discos, da qual Lulinha era sócio.
O curioso é que o contrato tratava do serviço prestado pelo Portal da Bíblia, e supostamente tinha como objetivo permitir que a Oi ofertasse a seus clientes a leitura da Bíblia na voz do jornalista Cid Moreira. No entanto, o MPF apurou que o contrato foi superfaturado em 37.569% entre janeiro de 2012 e abril de 2013.
Nem mesmo a Bíblia Sagrada escapou das falcatruas de Lula.
fonte: Jornal da Cidade

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Imagens fortes! Gamer mata amiga na vida real, filma, debocha e diz que tinha pacto satânico

Existe limite para o ridículo? Vídeo de Anitta fazendo tatuagem anal vaza - Assista o Vídeo

Gratidão, Presidente!