PEÑAROL X CORINTHIANS

Professor da UFRN afirma que apoiadores de Bolsonaro ‘deveriam ser fuzilados’

O professor respondeu uma mensagem do presidente do sindicato dos professores de ensino superior do Rio Grande do Norte (Adurn), Francisco Wellington Duarte, que também é professor da UFRN.
O autor do comentário também é advogado. O nome da figura é Mario Trajano.
Vale salientar que o Rio Grande do Norte é um dos poucos estados da federação ainda administrados pelo PT.
Na mensagem, o professor salientou que o impeachment de Dilma Rousseff foi um “golpe”
E reiterou seu repúdio aos colegas de profissão que tem pensamentos políticos ideológicos diferentes do dele e os chamou de “traidores da pátria”.
O docente ainda classificou as eleições de 2018 como “fraudadas”.
"Sinceramente, camarada, creio-nos como inimigos da Pátria Brasileira e tenho a absoluta certeza que em uma revolução popular vitoriosa esse tipo de gente, inimiga do Brasil, deveria ser fuzilada! Viva a Revolução! Viva a Pátria Brasileira!".
A postagem ameaçadora foi divulgada inicialmente pelo blogueiro Gustavo Negreiros. Rapidamente viralizou. O advogado agora está dizendo que foi hackeado e ameaçando processar o jornalista.
Negreiros disse o seguinte:
O professor Mário Trajano disse que vai me processar. Me chama de calhorda. Disse que o Facebook dele foi hackeado. O engraçado que ele fez postagens ontem e não disse nada. Seria interessante a Polícia Federal investigar isso.
Quem é o calhorda?
Confira:


fonte: Jornal da Cidade

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes