PEÑAROL X CORINTHIANS

Dia da Mulher: Feminismo x Conservadorismo, qual você escolhe?

A data é feminista. Por isso mesmo pede uma reflexão para conservadores: o papel da mulher como mãe de família. Afinal, como transmitir valores, cultura e religião às crianças se pai e mãe trabalham e elas passam bem mais tempo acordadas nas creches e escolas do que em casa?
Vários eventos do início do Século XX servem de justificativa para a criação do Dia Internacional Mulher. De fato, havia motivo para manifestações de muletas. Afinal, as jornadas eram longas e condições de trabalho eram péssimas, sem regras. O problema é que as soluções da esquerda são a outra face da moeda que tenta organizar o mundo somente pela economia, deixando a família em segundo plano.
Hoje, a mulher que quer ser independente, ao menos nos centros urbanos, tem cada vez mais oportunidades. Isso tem seu lado positivo, pois na medida em que a esquerda promove a degeneração, os homens se tornam cada vez menos aptos a assumir responsabilidades, ficam frágeis.
Em compensação, as mulheres que querem seguir a vocação de mãe não encontram facilidades. Ou por acaso as mães gostam de deixar seus bebês de 4 meses de idade nas mãos de estranhos em creches todos os dias de manhã para poderem trabalhar?
Confira no vídeo a reflexão:

Herbert Passos Neto


fonte: Jornal da Cidade

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes