SCANIA - TECNOLOGIA - ÔNIBUS MOVIDO A GÁS

Cachorro invade casamento, deita no véu da noiva e é adotado



Dois anos planejando o casamento dos sonhos em uma rotina puxada. E nem isso poderia preparar a servidora pública Marília Pieroni, 28 anos, e o projetista Matheus Martins, de mesma idade, para o que estava por vir.
Uma chuva intensa ameaçava estragar a cerimônia (com cobertura improvisada), além de um “penetra” em busca de abrigo: um cachorro de rua que entrava e saía do salão, deixando todos os convidados apreensivos e se alojando no tapete da entrada principal.
“Eu não entendia o que estava acontecendo. Estava no carro e a cerimônia estava demorando demais para começar, mas eu não sabia o porquê”, conta Pieroni a VEJA.
A resposta veio no altar, quando o cachorro se deitou preguiçosamente sobre sua vestimenta. “Ele deitou no meu véu!”, respondeu com espontaneidade e um riso. “Deve saber que eu amo”. Os convidados respiraram aliviados e o “penetra” se tornou convidado especial na festa.
relato de seu amigo Sisnando de Luca, comemorando a felicidade matrimonial que imprevisto nenhum poderia abalar, conquistou o
 Facebook e tem, até o momento, 6.784 curtidas e 888 compartilhamentos.
Sisnando De Luca
há cerca de 3 anos
Tudo é uma questão de ponto de vista. Absolutamente tudo.
Os noivos com casamento marcado sabem o quanto o processo até o grande dia é desgastante. É uma busca pela perfeição, mas nem sempre tudo sai perfeito.
No casamento desta semana, a cerimônia tinha tudo pra dar errado. Os convidados também perceberam. A tensão estava no ar.
...Ver mais
A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas sorrindo, casamento
A imagem pode conter: área interna
6,4 mil
175
1,8 mil
“É um pouco desgastante a organização, porque parece que nada vai sair como o previsto”, revela a servidora. E nada saiu, mesmo. “Às vezes a gente planeja tanto para que nada errado aconteça e coisas assim dão um toque especial. Ficou mais perfeito ainda.”

Final duplamente feliz

O cachorro, logo apelidado de ‘Snoop’, continuou na festa e conquistou a simpatia dos convidados. “Antes da minha reação, muitos convidados não estavam gostando de sua presença, pensando que ia estragar a festa e me deixar desapontada. Depois, parece que quebrei o gelo”.
Antes sofrendo tentativas de ser espantado a todo custo para deixar a noiva entrar, Snoop continuou por perto recebendo mimos – e muita comida – durante o evento. Mas, tão repentinamente quanto chegou, foi embora.
“Sempre morei com gato, cachorro, coelho, tartaruga, hamster, peixe… Eu sou a louca dos bichos”, conta Marília, cuja coelhinha de estimação, Lolla, faleceu pouco antes do casamento. “Estava muito triste, mas depois lembrei do acontecido e pensei: ‘Acho que é a Lolla voltando”.
A recém-casada foi em busca do cachorro, sem sucesso. Até que uma senhora que o alimentava quando passava pela rua ficou sabendo de sua história e a ajudou a reencontrar Snoop, que agora integra a família. “Fiquei encantada com a inocência dele ao deitar no meu véu, achei uma belezinha”, conclui.
fonte: Revista Veja
Domingo Espetacular

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Imagens fortes! Gamer mata amiga na vida real, filma, debocha e diz que tinha pacto satânico

Gratidão, Presidente!