Governador de Santa Catarina exige hóstia embalada para comunhão



Há poucas semanas, a Polícia Militar invadiu uma residência para impedir oração de uma família


O Governador Carlos Moisés, através da Portaria 254, exige que o pão e o vinho para consagração do Corpo de Cristo poderão ser partilhados apenas se “estiverem pré-embalados para uso pessoal”.
A portaria foi publicada na última segunda-feira (20), acompanhada da liberação das igrejas e templos evangélicos para missas e cultos. A ordem do Governo ainda inclui espaço mínimo entre os fiéis e agendamento prévio para atendimentos pessoais.
É preciso lembrar que há poucos dias uma família foi impedida de realizar culto doméstico pois contava com a presença de cinco pessoas. A Polícia Militar foi acionada, pois eventos religiosos públicos ou privados estavam proibidos, e a família impedida de rezar.
Em resposta ao caso, que ganhara atenção na internet, o Governador de Santa Catarina foi às redes sociais para dizer que “a oração individual pode continuar”.
O Governador é conhecido pela sua desarticulação política e, agora, mostra sua  insensibilidade para com as liberdades religiosas, não de uma minoria, mas da grande parte da população de Santa Catarina.

fonte: Estudos Nacionais .com

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Imagens fortes! Gamer mata amiga na vida real, filma, debocha e diz que tinha pacto satânico

Existe limite para o ridículo? Vídeo de Anitta fazendo tatuagem anal vaza - Assista o Vídeo

Gratidão, Presidente!