Postagem em destaque

Sikêra Junior acusa senadores de tentativa de censura na internet: “Vocês são uma vergonha para o meu país”

O apresentador da REDETV! Sikêra Júnior comentou sobre a PL das Fake News, chamada por opositores do projeto de ‘PL da censura’. Para ...

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Vírus chinês: governador esquerdista do estado de Nova York liberta estupradores e pedófilos da prisão

Vírus chinês: governador esquerdista do estado de Nova York liberta estupradores e pedófilos da prisão 16

Oito abusadores sexuais, três dos quais foram condenados por pedofilia, foram libertados de prisões no estado de Nova York, nos EUA, como uma iniciativa estadual, liderada pelo governador esquerdista Andrew Cuomo para esvaziar as prisões com a desculpa de que “estariam com medo de que os reclusos pudessem contrair o coronavírus chinês”.
Neste fim de semana, a cadeia do condado de Monroe, estado de Nova York, libertou mais de 50 presos de sua custódia, como parte do plano do Departamento de Correções e Serviços Comunitários do Estado em meio à crise do vírus chinês, de acordo com a WIVB 4.
Entre os 50 presos libertados, estavam oito criminosos sexuais, três dos quais foram condenados por estuprar crianças.
Patrick Phelan, chefe de polícia de Greece, no estado de Nova York, disse à WIVB 4 que sua delegacia não foi notificada pelas autoridades estaduais da libertação dos criminosos sexuais, embora o estado os tenha colocado em um hotel local, o Holiday Inn Express.
“Não fomos informados por ninguém. Eu acho que seria uma boa prática avisar se forem libertar criminosos condenados”, disse Phelan. “Alguns deles são muito violentos, alguns são criminosos sexuais de nível 3. Talvez devam alertar a polícia”.
O Departamento de Correções e Serviços Comunitários de Andrew Cuomo defendeu sua decisão em uma declaração à mídia local, dizendo: “Esta ação significativa está sendo tomada em resposta a um número crescente de casos de COVID-19 em prisões locais nos últimos dias e semanas”.
“Nossa principal prioridade continua sendo a saúde pública e a segurança dos nova-iorquinos durante esta emergência de saúde pública global, e esta medida protegerá ainda mais uma população vulnerável de contrair e transmitir esta doença infecciosa”, disse uma autoridade do departamento.
A medida ocorre quando o governador esquerdista Cuomo ordenou a libertação de 1.100 presos que violaram os termos de sua liberdade condicional, com a desculpa de que “estariam com medo de que os condenados pudessem contrair o coronavírus na prisão”.
Na cidade de Nova York, o prefeito esquerdista Bill de Blasio prometeu libertar 375 presos.
Em nível federal, 14 senadores, incluindo Kamala Harris (Democrata da Califórnia) e Elizabeth Warren (Democrata de Massachusetts), instaram o Departamento de Justiça libertar criminosos com mais de 60 anos de idade.
fonte: Conexão Política

Nenhum comentário:

Arquivo do blog