Postagem em destaque

Sikêra Junior acusa senadores de tentativa de censura na internet: “Vocês são uma vergonha para o meu país”

O apresentador da REDETV! Sikêra Júnior comentou sobre a PL das Fake News, chamada por opositores do projeto de ‘PL da censura’. Para ...

quinta-feira, 28 de maio de 2020

Relatório chocante revela níveis extremos de perseguição aos cristãos na Índia




Líderes governamentais na Índia receberam recentemente um aviso severo da Comissão Americana de Liberdade Religiosa Internacional (USCIRF) em seu relatório anual sobre o estado da liberdade religiosa em todo o mundo.
O relatório ressalta a Índia por sua aparente falta de preocupação e / ou ação contra o aumento da perseguição violenta contra os cristãos na nação, e em estado de pobreza. Igrejas estão sendo destruídas, pastores são espancados, Bíblias são queimadas – enquanto o governo fecha os olhos para a violência. Esse abuso chocante de cristãos (e muçulmanos) não está tendo a merecida atenção das comunidades internacionais, nem do governo indiano; este relatório espera pressionar os líderes da Índia e causar mudanças positivas.
Perseguição aos cristãos na Índia
A Índia hinduísta ficou em 10º lugar na Lista Mundial da Perseguição aos cristãos de 2020 (LMP), o mesmo da LMP de 2019. Lugar no ranking à frente de países islâmicos como a Nigéria, Arabia Saudita, e Malásia, e a China comunista. O fato da pontuação (com 83 pontos) parecer estar se nivelando não significa que podemos esperar melhoras para os cristãos em breve – na verdade, o futuro não parece nada bom. Ter a mesma pontuação do ano passado é mais uma indicação de que o nível de cristãos sendo perseguidos na Índia continua extremo. Desde que o atual governo do primeiro-ministro Narendra Modi (BJP) chegou ao poder, em maio de 2014 (e foi reeleito para um mandato ainda maior em maio de 2019), a posição da Índia na LMP subiu. Radicais hindus aumentaram os ataques e o nível de impunidade é muito alto.
Todos os cristãos estão passando por perseguição na Índia, uma vez que os radicais hindus os veem como alienados à nação. Eles querem limpar o país do islamismo e do cristianismo e não se esquivam de usar a violência para isso. Converter-se ao cristianismo – quando se vem de uma família hinduísta – é suportar o peso da perseguição na Índia e estar constantemente sob pressão para retornar ao hinduísmo. Muitas vezes, os cristãos ex-hindus são agredidos fisicamente e até mortos.
Desde que Narendra Modi assumiu o poder, em maio de 2014, o nível de perseguição aos cristãos subiu dramaticamente. Apenas falar sobre a fé cristã para um grupo maior de familiares é agora considerado como uma forma de evangelismo. A intolerância cresceu nos últimos cinco anos. Apenas revelar a fé cristã pode ser considerado como evangelismo aos olhos dos radicais hindus.
Dan Andros, da Faithwire, conversou com Todd Nettleton, apresentador da Rádio Voz dos Mártires (VOM), sobre o esforço perturbador de tornar a Índia completamente hindu.
Você pode assistir à entrevista (em Inglês) abaixo, que mostra imagens chocantes da perseguição dos cristãos na Índia:
Video em inglês;
fonte: Conexão Política
Faithwire

Nenhum comentário:

Arquivo do blog