Aproximação entre ONGs e jornalismo explicam decadência informativa e militância

 


De modo geral, a simbiose do jornalismo com as ONGs expõe uma das possíveis razões para a adesão quase involuntária das pautas a concepções sociais e novíssimos conceitos científicos que produzem uma rejeição e até perseguição a ideias discordantes, consideradas limitadas, ignorantes e irresponsáveis. O fenômeno das fake news demonstra como o jornalismo profissional foi capaz de aderir à luta contra a liberdade informativa em nome de novos conceitos de "cidadania" e liberdade, recebidos das comunidades científicas e organizacionais ligadas a grandes grupo poderosos.

A própria natureza das ONGs, por seu caráter não empresarial nem governamental, amoldou-se bem na concepção globalista, na ideia de uma estruturação mundial de valores e práticas sociais, na promoção de um engajamento total, monitorado e controlado por um exército de ativistas voluntários que se amplia para toda a populaçã...

fonte: Conexão Política

Comentários