Um “cala boca” na esquerda mundial: O 1º pronunciamento e a bela família da nova juíza da Suprema Corte americana

 


Vale a pena ouvir com atenção o pronunciamento da juíza Amy Coney Barrett após ser indicada para a Suprema Corte americana por Donald Trump.

Ela foi assistente do juiz da Suprema Corte Antonin Scalia e é altamente experiente e qualificada.

Disse ela, com todas as letras:

“Juizes devem aplicar a Lei como está escrita. Juizes não são formuladores de políticas e devem ser firmes e deixar de lado qualquer visão política que possam ter."

Ela é casada e tem sete filhos, dois negros, adotados. Como não é possível chamá-la de racista, a extrema imprensa no Brasil resolveu chamá-la (em bloco) de “ultraconservadora”.

Em outras palavras, ela vai respeitar a Constituição e não vai legislar em prol dos ultraprogressistas.

É isso que a esquerda abomina, em qualquer latitude. Não ter uma Suprema Corte para chamar de sua.

Veja o vídeo:

Fortaleça o jornalismo independente do Jornal da Cidade Online.

Faça agora a sua assinatura e tenha acesso a todo o conteúdo da Revista A Verdade

https://assinante.jornaldacidadeonline.com.br/apresentacao

Lucia Sweet

Jornalista

fonte: Jornal da Cidade online

Comentários

POSTAGENS MAIS ACESSADAS

Imagens fortes! Gamer mata amiga na vida real, filma, debocha e diz que tinha pacto satânico

Existe limite para o ridículo? Vídeo de Anitta fazendo tatuagem anal vaza - Assista o Vídeo

Gratidão, Presidente!