44 anos após ser preso por porte de maconha em Florianópolis, Gil será homenageado na cidade

 


Um vereador do PSOL e outro vereador do PSD – Afrânio Boppré e Roberto Katumi – resolveram propor uma homenagem ao cantor e compositor Gilberto Gil.

O artista vai receber o título de cidadão de Florianópolis. Foram 13 votos a favor, 3 votos contra e 3 abstenções.

A homenagem à Gilberto Gil, causa estranheza, pois não existe nada que demonstre qualquer ação do cantor em benefício da cidade, que justifique a honraria.

O autor, Afrânio Boppré, vereador do PSOL, disse que a intenção do gesto é uma reparação pela prisão de Gil ocorrida na cidade em 1976.

“É um pedido de desculpas tardio, mas ainda oportuno e necessário. É também um agradecimento pela imensa contribuição à arte e à cultura nacional”, salientou Boppré.

Em julho daquele ano, durante uma turnê, o artista foi preso na cidade por porte de maconha.

Em 1976, Gilberto Gil veio a Florianópolis acompanhado dos músicos Gal Costa, Maria Bethania e Caetano Veloso, a convite do jornalista Beto Stodieck pra uma apresentação do grupo Doces Bárbaros, um ícone do movimento Tropicália.

As imagens a seguir, produzidas pelo cineasta Jom Tob Azulay, são do julgamento do cantor, que naquela oportunidade para evitar permanecer na cadeia, alegou ser viciado em maconha, e conseguiu com isso reverter a pena de um ano de prisão para uma internação por dependência química no Instituto de Psiquiatria Colônia Santana, de São José.



fonte: Jornal da Cidade online 

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes