Globo, que propagava o "fique em casa", tem "onda" de contaminação por coronavírus

 


A emissora que mais propagou o “fique em casa”, quem diria, a Rede Globo vai ter que paralisar gravações devido à “onda” de covid-19 entre os seus funcionários.

A emissora do Rio de Janeiro pretende fechar os estúdios, em breve, por conta do crescente contágio da doença entre os colaboradores. E, de acordo com o colunista Léo Dias, o alerta máximo para a TV brasileira foi dado quando o ator, Eduardo Galvão, faleceu, segunda-feira (07), em virtude da doença.

Marieta Severo, Marco Ricca e Nicette Bruno, atores da casa, estão hospitalizadas em decorrência de contaminação por coronavírus. Giovana Antonelli e Andreia Horta também receberam o diagnóstico positivo para a doença, recentemente. Elas, inclusive, estavam gravando na emissora quando foram contaminadas.

Em nota enviada ao colunista, a Globo justificou que segue os protocolos sanitários. Mas, não confirmou se vai manter as atividades ou paralisá-las.

Leia a íntegra do comunicado:

“Primeiro, é importante ressaltar que há estratégia desde o início da pandemia no Brasil. Os Estúdios Globo nunca pararam durante todo esse período. Jornalismo e programas de variedades, como É de Casa e o BBB, continuaram no ar e ao vivo. Com o passar do tempo, algumas produções foram voltando a gravar e todas elas respeitando um rígido protocolo de segurança. Sobre as gravações, quando algum caso é confirmado, toda a equipe e elenco são testados e os roteiros da novela são adaptados para que as gravações sigam com outros núcleos, de acordo com as orientações do nosso protocolo de segurança. Sobre suspensão, os trabalhos nos Estúdios Globo seguem cumprindo o protocolo de segurança. E continuamos acompanhando todos os desdobramentos e impactos do avanço da COVID-19 com responsabilidade, e adotando as medidas de prevenção necessárias”.

fonte: Jornal da Cidade online

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes