Insano, presidente do PSOL diz que Bolsonaro será preso quando a “democracia” for “restabelecida”


A insanidade que reina dentro do PSOL não é mais segredo para ninguém!

O presidente nacional do partido, Juliano Medeiros, é o exemplo mais claro disso.

Recentemente, o socialista afirmou que o presidente Jair Bolsonaro será preso.

Em seus redes sociais, ele escreveu:

“Anotem: ao liderar uma campanha contra a vacinação, Bolsonaro está enterrando de vez sua reeleição. E quando nossa democracia for plenamente restabelecida, acabará atrás das grades, como merecem os genocidas.”

A questão é: O que seria a “democracia” citada pelo psolista?

Certamente a implementação do Socialismo dentro do país, trazendo consigo a liberação das drogas, do aborto, o fim da liberdade de expressão e da liberdade religiosa.

Está é a realidade "democrática" do PSOL...

Porém, Medeiros só esqueceu que a popularidade de Jair Bolsonaro é estrondosa, ao contrário do PSOL que vive das “migalhas”.

Ademais, nunca o presidente se posicionou contra a vacinação. Muito pelo contrário. Bolsonaro, tão somente, é contra a obrigatoriedade da vacinação, mormente quando ainda não existe nenhuma vacina que possa ser considerada segura.

fonte: Jornal da Cidade online

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes