A despedida de Donald Trump como o 45º presidente dos Estados Unidos


 O presidente Donald Trump embarcou no ‘Marine One’ em Washington D.C. pela última vez como o 45º presidente dos Estados Unidos, na companhia da primeira-dama Melania Trump, para se dirigir à Base Conjunta de Andrews para a cerimônia de despedida.

Na terça-feira (19), o presidente Donald Trump fez seu discurso de despedida, encorajando os americanos a continuarem os princípios pelos quais ele lutou durante sua presidência.

“Não busquei o curso mais fácil. De longe, foi realmente o mais difícil”, disse Trump ao refletir sobre sua presidência.

O presidente americano falou por quase 20 minutos em um vídeo pré-gravado e publicado no YouTube na terça-feira, antes de sua saída da Casa Branca nesta quarta-feira.

“Não busquei o caminho que receberia o mínimo de críticas”, continuou. “Eu enfrentei as batalhas difíceis, as lutas mais difíceis, as escolhas mais difíceis porque foi para isso que vocês me elegeram.”

Trump falou sobre a natureza de sua presidência, descrevendo-se como o primeiro verdadeiro “outsider” (que não se enquadra na elite política) a ser eleito que acreditava que o governo dos Estados Unidos deveria trabalhar primeiro pelos seus cidadãos.

“Eu lutei por vocês. Eu lutei por sua família. Lutei pelo seu país”, disse o presidente americano.

Trump não usou o nome de Joe Biden em sua declaração, referindo-se a ele apenas como parte de um “novo governo”.

Ele disse que oraria pelo sucesso do governo para manter a América “segura e próspera”.

“E também queremos que tenham sorte, uma palavra muito importante”, acrescentou.

O presidente americano condenou a invasão no Capitólio.

“Todos os americanos ficaram horrorizados com o ataque à nossa capital. A violência política é um ataque a tudo que prezamos como americanos. Isso nunca pode ser tolerado.”

Trump disse que os americanos deveriam se elevar acima do “rancor partidário” no debate em curso sobre ideias e se unir pelo bem do país.

“Nunca devemos esquecer que, embora como americanos sempre tenhamos nossas divergências, somos uma nação de cidadãos incríveis, decentes, fiéis e amantes da paz, que desejam que nosso país prospere e floresça”, disse ele.

Esse debate, observou ele, não deve ser censurado, já que ele aludiu às empresas de mídia social censurando suas contas.

“No centro desta herança está também uma forte crença na liberdade de expressão, liberdade de discurso e debate aberto”, disse ele.

Trump continuou: “Somente se esquecermos quem somos e como chegamos aqui, poderemos permitir a censura política e a inclusão de listas negras na América. Isso não é nem mesmo pensável.”

Leia também: Casa Branca divulga as maiores conquistas do Governo Trump

Trump falou sobre suas muitas realizações antes de o país ser atingido pelo vírus chinês, incluindo realizações domésticas sem precedentes em comércio, crescimento econômico e produção de energia.

“O sonho americano foi restaurado e milhões foram retirados da pobreza em apenas alguns anos”, disse Trump. “Foi um milagre.”

Ele também falou sobre restaurar acordos comerciais quebrados, retirar-se dos acordos climáticos de Paris, do acordo nuclear com o Irã e colocar tarifas sobre a China que resultaram nos primeiros estágios de um acordo comercial.

Trump também comemorou suas conquistas na segurança das fronteiras.

“Durante anos, o povo americano implorou a Washington para finalmente proteger as fronteiras do país. Tenho o prazer de dizer que respondemos a esse apelo e alcançamos a fronteira mais segura da história dos Estados Unidos.”

Ele também falou sobre seus esforços para trazer as tropas de volta das guerras no exterior e suas conquistas na melhoria do atendimento médico para militares veteranos.

“Estou especialmente orgulhoso de ser o primeiro presidente em décadas que não iniciou nenhuma nova guerra”, disse ele.

O presidente americano não falou sobre seu futuro político, mas disse que o movimento ‘America First’ (América em Primeiro) que ele iniciou estava “apenas começando”.

“Nunca houve nada parecido”, disse ele.

“Saio deste lugar majestoso, com o coração leal e alegre, e o espírito otimista; e uma confiança suprema de que, para nosso país e para nossos filhos, o melhor ainda está por vir”, concluiu. “Obrigado e adeus.”

Assista ao vídeo do discurso de despedida do presidente Donald Trump, com traduções da Embaixada da Resistência.

Com informações: Conexão Política

LEIA: Biden diz que autorizará bancos a proibirem clientes que sejam conservadores



Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes