Devido lockdown, churrascaria demite para não fechar e recebe multa de 17 milhões

 


Decisão judicial absurda condenou a rede de churrascarias Fogo de Chão a pagar R$ 17 milhões em “danos morais coletivos”, simplesmente porque eles não podem abrir e, seguindo a lei, demitiram funcionários para não quebrar.

A defesa da rede diz que as demissões foram dentro da lei e afirma que irá recorrer da decisão, que classificou de "gritantemente ilegal".

Assista: 




Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes