PEÑAROL X CORINTHIANS

Psicóloga que atingiu idosa com maracujá congelado na "Marcha da Família Cristã" é presa e vai responder por tentativa de homicídio

 

A psicóloga de 52 anos que jogou várias frutas congeladas e um saco de gelo contra participantes da “Marcha da Família Cristã pela Liberdade”, em Curitiba, neste domingo (11), já foi presa e autuada por tentativa de homicídio.

Um maracujá atirado por ela, que estava no 13º andar de um prédio na avenida Visconde de Guarapuava, atingiu uma idosa de 73 anos que precisou ser hospitalizada e levou pontos na cabeça.

O nome da psicóloga não foi divulgado devido às restrições da Lei de Abuso de Autoridade. A Polícia Civil informou que poderá divulgar o nome da agressora na fase processual, após oferecimento de denúncia pelo Ministério Público.

O caso ganhou repercussão nas redes sociais, após vários vídeos do atendimento médico à senhora “viralizarem” na internet.

A Polícia Militar foi acionada e entrou no prédio da psicóloga, onde ela foi detida e encaminhada à Central de Flagrantes, no Centro de Curitiba.

A "Marcha da Família Cristã pela Liberdade” foi realizada em várias cidades do Brasil, no domingo, e reuniu milhares de participantes para repudiar a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu autonomia a estados e municípios para estabelecerem restrições a cultos religiosos durante a pandemia da Covid-19 que já dura mais de um ano no país.

Comentários

MAIS LIDAS

Gratidão, Presidente!

Duas histórias degradantes

O estapafúrdio contrato “ultraconfidencial” entre o Butantan e a Sinovac, que não especifica valor entre as partes