Postagem em destaque

Depoimento de Lula a Gabriela Hadtb -14/11/2018 - Completo

fonte: youtube/Antagonista

Não achou a matéria? Pesquise aqui!

terça-feira, 28 de novembro de 2017

O que esperar da nova gestão de representantes dos Sindicatos dos Metalúrgicos de São José na próxima eleição em 2018

Resultado de imagem para sindicato sjc fabrica
Na próxima quinta-feira , associados do Sindicato dos Metalúrgicos de São José escolherão os três membros da Comissão Eleitoral, que conduzirá as eleições de 2018; pleito terá que ser realizado até o final de maio
Xandu Alves@xandualves10
Mais cobiçado sindicato da RMVale, o dos Metalúrgicos de São José dos Campos, cuja base tem mais de 42 mil trabalhadores em cinco cidades, vai ter o primeiro "round" da disputa eleitoral de 2018 na próxima quinta-feira.
Associados da entidade terão que escolher, em assembleia, na sede do sindicato, os três membros que farão parte da Comissão Eleitoral.
Os escolhidos terão a responsabilidade de conduzir as eleições para a próxima diretoria da entidade, que comandará o sindicato entre os anos de 2018 e 2021.
Pelas regras, o pleito sindical terá que ser feito até maio de 2018 -- a Comissão eleitoral tem que ser instaurada seis meses antes da posse da nova diretoria.
Trata-se da primeira "batalha" eleitoral entre a situação e a oposição metalúrgica, que movimenta bem mais do que sindicalistas e trabalhadores.
Em reportagem neste mês, OVALE mostrou a atuação, nos bastidores, de políticos e empresários para derrotar a atual diretoria do sindicato.
Segundo Renato Almeida, secretário-geral do sindicato, a comissão irá "garantir a democracia e transparência da eleição". Os membros dela serão escolhidos pelos associados, em chapas apresentadas pela situação e oposição.
"Trabalhador é quem vai escolher. Processo único, rápido para apresentar os nomes e votar. A diretoria indica e a oposição também, se quiser", afirmou o secretário.
Oposição defende membro em Comissão Eleitoral para 'garantir a lisura' em pleito
Membro do grupo de oposição ao Sindicato dos Metalúrgicos de São José, Luis Fabiano Costa, trabalhador da GM, defendeu a presença na Comissão Eleitoral. "É fundamental ter alguém da oposição para garantir a lisura no processo". Segundo ele, a chapa que disputará a eleição em 2018, pela oposição, ainda não está formada. "Estamos discutindo"..

fonte: O Vale

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE