terça-feira, 13 de agosto de 2019

Ministro da educação é agredido com sua esposa e filhos pequenos por militantes de Lula livre durante férias

Resultado de imagem para Weintraub conta os bastidores do ataque que sofreu com a mulher e os filhos

Como vocês sabem, estou em Taiwan a trabalho. Passei o dia entre uma reunião e outra, mas agora parei para assistir ao vídeo abaixo e não consigo chegar nem na metade dele. Tentei me colocar no lugar do Ministro Abraham Weintraub. E tentei me colocar no lugar daquelas pessoas que não respeitaram o ÓBVIO fato de que o Ministro estava ali COM A FAMÍLIA! Assista ao início do vídeo e diga-me: o que VOCÊ faria se estivesse com seus filhos e fosse interpelado dessa maneira? Há um limite para tudo. Esse era o momento em que os líderes da esquerda deveriam, se não repudiar, pelo menos alertar de que “isso não se faz”, nem com o inimigo. Há poucos dias, a Dilma fez uma declaração esdrúxula e, poucas horas depois, a sua avó faleceu. Imediatamente, retirei das minhas redes sociais o vídeo com a declaração, pois, apesar de ser uma “zoeira”, não se brinca com o luto das pessoas. Há que se respeitar a dor do próximo. Assim como a família. Assim como as pessoas de idade. Há um limite para tudo nesta vida. E peguei-me aqui pensando: o que eu faria? Talvez não teria a calma que o Ministro demonstrou. Que Deus permita que uma noite de sono com muita oração possa devolver a fé no ser humano, que até hoje foi o que me moveu até aqui. Que nem eu, nem o Ministro, nem os homens levantados por Deus para lutar contra essa e outras monstruosidades, percamos a esperança! Senhor, renovai minha fé e nos fazei instrumentos de Vossa PAZ.



fonte: Carla Zambelli

Nenhum comentário:

COMPARTILHE