ANUNCIE SEU PRODUTO - e-mail net4eduardo@gmail.com - ANUNCIE SEU PRODUTO - email net4eduardo@gmail.com -

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Policial Civil é encontrado morto em galpão em São José dos Campos, SP

Policial Alessandro Veiga, de 46 anos, foi encontrado morto em São José (Foto: Arquivo pessoal)

O corpo de um policial civil de 46 anos foi encontrado em São José dos Campos (SP) nesta quinta-feira (18). Segundo a polícia, o corpo, com sinais de tortura, foi abandonado em um galpão na Parque Industrial. Duas mulheres foram presas suspeitas de envolvimento no crime. O autor seria amigo da vítima e teria uma dívida de R$ 18 mil com o policial. Ele está foragido.
O homem estava desaparecido deste a última terça-feira (16) à noite e a polícia fazia buscas. Na tarde desta quarta-feira (17) o carro dele foi encontrado abandonadona alça de acesso ao viaduto de Eugênio de Melo.
Depois disso, a polícia foi até a casa do policial, no Jardim Aquarius, onde ele teria sido visto pela última vez com duas mulheres. Ele mantinha um relacionamento com uma delas, conforme apurou a polícia.
As duas foram detidas e em depoimento contaram que foram contratadas por um homem para atrair o policial até um motel na cidade, onde ele seria vítima de uma emboscada. Segundo as mulheres, elas convenceriam o policial a ir com as duas para o motel e lá o doparam. Depois esperaram o homem que, segundo a versão delas, matou o policial.

Galpão onde corpo do policial foi encontrado (Foto: Arquivo/Léo Nascimento)
Galpão onde corpo do policial foi encontrado (Foto: Arquivo/Léo Nascimento)
O corpo dele foi encontrado na madrugada desta quinta e as duas mulheres presas contaram que ele foi torturado - ele tinha sinais de agressão por todo corpo - e depois morto com uma marretada na cabeça. Depois, o corpo foi levado para o galpão.
De acordo com a Polícia Civil, o autor já foi identificado. Ele seria amigo da vítima e teria pedido R$ 18 mil emprestado para a compra de um caminhão. O acordo era que ele devolvesse o dinheiro, o que não aconteceu. Em depoimento, as mulheres contaram que o policial estaria cobrando a dívida e essa teria sido a motivação para o crime.
O homicídio está sendo registrado pela Polícia Civil. A polícia faz buscas pelo autor, que teria sido visto pela última vez na rodoviária de Jacareí.
A vítima trabalhava no 50 º Distrito Policial em São Paulo, era divorciado e pai de três filhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a presença de Neto, Chapecoense apresenta elenco para 2017

AS MAIS VISTAS

Seguidores

COMPARTILHAR POSTAGENS