ANUNCIE SEU PRODUTO - e-mail net4eduardo@gmail.com - Apoio crescente ao general Mourão aumenta tensão nos quartéis - ANUNCIE SEU PRODUTO - email net4eduardo@gmail.com - Após zerar testes de colisão, Onix terá reforços estruturais - Minístro da Fazenda Henrique Meirelles é hostilizado em Nova York, assista

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Timão segue invicto

O Corinthians fez talvez a sua pior apresentação na temporada na noite desta quarta-feira, contra o Patriotas-COL, no estádio La Independencia, pela ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. Após sair atrás no primeiro tempo, com gol de Gómez, o Alvinegro penou, poderia ter tomado mais, porém viu Balbuena chamar a responsabilidade para si, empatando já nos acréscimos do segundo tempo.
O resultado, conquistado após uma investida do zagueiro paraguaio, iniciando a jogada e completando cruzamento de Fagner, dá ao Timão a possibilidade de empatar sem gols na volta para assegurar vaga nas oitavas de final. Novo 1 a 1 leva a decisão para os pênaltis, enquanto igualdade com mais tentos dá a vaga aos forasteiros. Caso haja vencedor, este estará classificado.
O duelo de volta está marcado apenas para o dia 26 de julho, no estádio de Itaquera, mas, até lá, os comandados de Fábio Carille terão de disputar seis jogos do Campeonato Brasileiro. O primeiro teste para a liderança será no domingo, às 16h (de Brasília), contra o Botafogo, também em Itaquera. Os colombianos, por sua vez, estreiam no seu torneio nacional no dia 9 de julho, contra o Hulia, em casa.
Corinthians não aparece no primeiro tempo
O primeiro tempo da partida no La Independencia mostrou um time totalmente concentrado, medindo cada ação e se fechando para diminuir suas limitações. A descrição, que poderia muito bem ser para o Corinthians da atual temporada, cabe apenas ao Patriotas. Diante de um Timão sem criatividade e aparentando desconcentração em diversos momentos, o time da casa logo apresentou suas armas.
Mosquera, pela direita, e Gómez, pela esquerda, chamaram o jogo para si e receberam todas as ações ofensivas, normalmente aproveitando rápidas inversões de jogo. O primeiro, que batia de frente com Moisés, conseguiu ganhar do camisa 6 a maioria dos lances, levando perigo aos 24 minutos. No lance, driblou o brasileiro e cruzou na segunda trave, onde Carreño tentou de primeira e mandou por cima do gol.
Sofrendo com o alto número de erros de passe, principalmente de Camacho e Rodriguinho, o Timão quase chegou ao gol sem nem forçar muito. Na resposta à investida adversária, Kazim recebeu dentro da área e rolou para Romero. O paraguaio chutou fraco, de esquerda, mas Villete não conseguiu agarrar. Na sobra, Cabezas afastou o perigo do único chute certo dos visitantes na etapa inicial.
Pouco depois, a jogada trabalhada pelos anfitriões deu certo. Mosquera recebeu na direita e cruzou. A bola cruzou toda a área e ficou com Gómez. O meia chutou cruzado, a bola desviou em Fagner e venceu Cássio, para festa da torcida local. Sete minutos depois, Kazim novamente recebeu na entrada da área, girou e, sem marcação, chutou muito mal, por cima do gol, deixando o time em desvantagem para o intervalo.
Balbuena salva derrota no fim
O mau desempenho no primeiro tempo não fez com que Carille promovesse alguma alteração na sua equipe, confiando em uma resposta melhor dos escolhidos inicialmente. Quem manteve o bom desempenho, porém, foi o Patriotas. Aos sete minutos, após falta cometida em cima de Mosquera, Omar levantou na primeira trave e Robayo cabeceou na trave.
O Timão não conseguiu segurar a bola na frente e viu Carille colocar Giovanni Augusto no lugar do cansado Marquinhos Gabriel, na tentativa de trocar mais passes e trabalhar bem a bola até chegar a Kazim. Do outro lado, porém, Valoyes foi mandado a campo e deu muita canseira na defesa, chegando perto de ampliar o marcador para os anfitriões.
A primeira grande chance foi aos 36 minutos, quando o centroavante ganhou de Pablo e rolou para Rodríguez. O canhoto chutou cruzado e exigiu boa defesa de Cássio, mandando para escanteio. Na cobrança curta, Mosquera recebeu e achou Murillo na área. O lateral direito deu belo drible na marcação e chutou forte, fazendo com que o arqueiro corintiano trabalhasse novamente.
Quando os visitantes, já cansados, pareciam longe de conseguir um gol, coube a um elemento surpresa aparecer para decidir. Não foi Clayton ou Fellipe Bastos, últimos suplentes lançados por Carille, mas Balbuena. O paraguaio aproveitou sobra na intermediária ofensiva, abriu para Fagner na lateral direita e correu para dentro da área, cabeceando na primeira trave o bom cruzamento para dar ao time um, senão injusto, inesperado pelo decorrer da partida.
FICHA TÉCNICA
PATRIOTAS-COL 1 X 1 CORINTHIANS
Local: estádio La Independencia, em Tunja (Colômbia)
Data: 28 de junho de 2017, quarta-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Mario Diaz de Vivar (Paraguai)
Assistentes: Eduardo Cardozo e Milciades Saldivar (ambos do Paraguai)
Cartões amarelos: Ibarguen, Carreño e Rodríguez (Patriotas); Fagner (Corinthians)
Gols:
PATRIOTAS: Gómez, aos 31 minutos do primeiro tempo
CORINTHIANS: Balbuena, aos 46 minutos do segundo tempo
PATRIOTAS-COL: Álvaro Villete; Julian Pretel (Murillo), Óscar Cabezas, Danilo Arboleda e Nicolás Carreño; Larry Vásquez, Rafael Robayo e Omar Vásquez; Carlos Mosquera, Mauricio Gómez (Rodríguez) e Edis Ibarguen (Valoyes)
Técnico: Diego Corredor
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pablo e Moisés; Gabriel (Clayton), Camacho (Fellipe Bastos), Marquinhos Gabriel (Giovanni Augusto), Rodriguinho e Romero; Kazim
Técnico: Fábio Carille
fonte: Gazeta Esportiva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a presença de Neto, Chapecoense apresenta elenco para 2017

AS MAIS VISTAS

Seguidores

COMPARTILHAR POSTAGENS