Postagem em destaque

Atirador mata 4 e comete suicídio em catedral de Campinas (SP)

Tiros deixam mortos e feridos em catedral no centro de Campinas, em SP Divulgação Um atirador abriu fogo em uma catedral em Campinas...

domingo, 11 de março de 2018

Fique por dentro: Qual a diferença entre furto, roubo e assalto?

Resultado de imagem para furto, roubo e assalto?

Além do furto e do roubo, existe uma terceira forma ilegal de se apossar de algo que não lhe pertence: é a chamada apropriação indébita

Se um ladrão toma algo que pertence a outra pessoa sem estabelecer contato com ela, comete furto. Se houver contato com a vítima, violência ou ameaça, é roubo – assalto é um termo que não existe no direito, mas equivale ao roubo.
Quando alguém entra numa casa vazia sem que os donos estejam lá dentro e leva bens de valor, configura-se um furto. O roubo, por sua vez, aconteceria se o ladrão invadisse a casa, encontrasse os moradores e os ameaçasse para levar seus bens. Para a Justiça, já que envolve violência contra alguém, o roubo, descrito no artigo 157 do Código Penal, é um crime bem mais grave do que o furto. Por isso, quem é apanhado roubando pode pegar de quatro a dez anos de prisão.
De acordo com o artigo 155 do mesmo Código, a pena para quem furta é de um a quatro anos de cadeia. Em tempo: além do furto e do roubo, existe, na legislação penal, uma terceira forma ilegal de se apossar de algo que não lhe pertence. É a chamada apropriação indébita, que rola quando se empresta algo a alguém que se nega a devolver.

Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE