domingo, 18 de março de 2018

Foram utilizados 1833 robôs para fazer uso político da morte de Marielle nas redes sociais, diz levantamento



De acordo com matéria de Juliana Dal Piva para O Globo, “um levantamento produzido pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV/DAPP) nos tuítes publicados sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Pedro Gomes mostrou que o debate foi influenciado pela presença de 1.833 robôs. A pesquisa foi feita entre os tuítes publicados das 21h de quarta-feira até as 10h30m de ontem”.

Os robôs chegaram a representar até 5% do total da discussão, que chegou a 1,172 milhão de tuítes com 336.475 usuários únicos.

Integrante do estudo, o pesquisador Amaro Grassi diz que esse número pode crescer: “A polêmica vai se politizando de uma forma que os grupos mais organizados começam a acionar as suas estruturas”.

“É uma característica do ambiente digital, ter esse tipo de atividade. Tanto os positivos, usados para atendimento, como os robôs maliciosos, que tentam distorcer o debate”, disse.


fonte: http://odiarionacional.org/2018/03/17/foram-utilizados-1833-robos-para-fazer-uso-politico-da-morte-de-marielle-nas-redes-sociais-diz-levantamento/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Entre em nosso Grupo de Notícias WhatsApp

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia