Postagem em destaque

Volkswagen vai conceder féria coletivas na fábrica de Taubaté, SP

A Volkswagen vai dar férias coletivas, por quase um mês, de 20 de agosto a 18 de setembro, para funcionários da fábrica em Taubaté (SP). ...

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Mulher barrada em banheiro de fast-food defeca no chão e joga fezes em atendente

A mulher ainda pegou as fezes do chão e arremessou em direção do funcionário que a impediu de ir ao banheiro

O vídeo do momento chocante está circulando nas redes sociais; a canadense foi detida e terá de se apresentar em audiência judicial depois do incidente



A mulher ainda pegou as fezes do chão e arremessou em direção do funcionário que a impediu de ir ao banheiro

Segurar a vontade de ir ao banheiro com certeza é uma das situações mais desconfortáveis que uma pessoa pode passar em um dia e, nessas horas, qualquer toalete disponível "brilha como uma luz no fim do túnel", não é mesmo?


Foi mais ou menos essa situação pela qual uma mulher passava quando decidiu entrar em uma rede de café e fast-food canadense. Contudo, ao pedir para usar o banheiro do local, ela foi barrada por um funcionário da lanchonete e aí começou uma grande confusão. 
Furiosa com a postura do atendente, a mulher começou a gritar com o atendente da caixa registradora e resolveu ‘solucionar’ o seu problema ali mesmo. No vídeo publicado na última quarta-feira (16) no YouTube, é possível ver a mulher retirando o suéter amarrado na cintura, abaixando as calças e defecando ali mesmo, no chão do estabelecimento. 
Como se isso não fosse chocante o suficiente, enquanto o funcionário a repreende pelo ato, ela pega as fezes do chão e arremessa em direção dele, antes de puxar as calças e sair do café.
Atenção, o vídeo pode apresentar imagens chocantes para algumas pessoas:

Após o ocorrido, a mulher não identificada foi presa, mas foi liberada logo em seguida com o acordo de se apresentar em uma audiência judicial.
Em comunicado enviado ao Metro , um porta-voz da empresa "Tim Hortons" disse que a briga aconteceu porque o funcionário negou o acesso ao toalete com base no comportamento agressivo que a mulher apresentou anteriormente e que, por preocupação imediata com os clientes e da equipe do café, optou por não permitir o uso.

Starbucks abre banheiros ao público após caso de racismo
Nas últimas semanas, vimos que banheiros em cafés e lanchonetes podem gerar casos de repercussão internacional. Isso porque, além do caso no Canadá, o presidente da Starbucks Howard Schultz anunciou no último dia 11 que a empresa adotará novas políticas e que todos os  banheiros da rede 
“Não queremos nos tornar um banheiro público, mas daremos a chave para as pessoas”, afirmou Schultz, durante um debate em Washington DC. “Todos são bem-vindos ao Starbucks, não queremos que ninguém se sinta como se não pudesse ir ao banheiro porque não merece”, completou. 
O anúncio acontece depois de um caso de racismo dentro de uma loja na Filadélfia no mês passado. Dois homens negros foram presos depois de pedirem para usar o banheiro , mas um funcionário respondeu que “o uso era restrito aos clientes que consomem na loja”. Mesmo depois disso, Rashon Nelson e Donte Robison permaneceram sentados sem pedir nada, pois aguardavam um amigo, mas a gerente da loja decidiu chamar a polícia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Scorpions - The Concert Live in Munich - Show Completo

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia