ANUNCIE SEU PRODUTO - e-mail net4eduardo@gmail.com - Apoio crescente ao general Mourão aumenta tensão nos quartéis - ANUNCIE SEU PRODUTO - email net4eduardo@gmail.com - Após zerar testes de colisão, Onix terá reforços estruturais - Minístro da Fazenda Henrique Meirelles é hostilizado em Nova York, assista

domingo, 12 de março de 2017

Por que os motores flex às vezes “grilam” quando usam gasolina?

Resultado de imagem para motor ea111 1.6 aspirado

Esse “grilo” indica a ocorrência da pré-ignição, que é provocada pelo excesso de carbonização na câmara de combustão, resultado de combustível de má qualidade ou do retardo no ponto de ignição do motor.


Este último problema é mais comum nos automóveis equipados com injeção eletrônica e com motor bicombustível e pode indicar que o sistema injetor não reconheceu a troca de um combustível para o outro e manteve suas regulagens para a utilização do etanol.
Isso pode ocorrer devido ao fato de a taxa de etanol na gasolina ser variável no Brasil, podendo chegar a até 27% na gasolina comum – mas diminuindo em períodos de entressafra de cana de açúcar. Motores flex com taxa de compressão elevada, mais propícia para o uso do etanol, tendem a sentir mais o problema – aproveite para ler aqui sobre um novo motor com taxa de compressão variável que poderia resolver a questão.
Quando ocorre apenas nos primeiros instantes ao rodar e depois cessa, o grilo da pré-ignição (ou ignição espontânea) geralmente não traz maiores consequências, pois indica apenas uma demora no sistema em identificar o combustível. O fenômeno, porém, pode indicar excesso de carbonização e causar danos nos pistões e bielas caso se torne severo e/ou constante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a presença de Neto, Chapecoense apresenta elenco para 2017

AS MAIS VISTAS

Seguidores

COMPARTILHAR POSTAGENS