domingo, 23 de junho de 2019

11 curiosidades e revelações sobre CrossFit

Resultado de imagem para CrossFit
A origem do kettlebell, do burpee, crossfit para crianças e outras coisas que você (provavelmente) não sabia sobre a modalidade.


1. Tem CrossFit aí?

Quase sempre, sim! Dos já quase 150 países com box pelo planeta, encontramos os seis mais “isolados”.
1. CrossFit Torshavn (Tórshavn, Ilhas Faroé)
2. CrossFit Dutch Harbor (Ilha Amaknak, Alasca)
3. Tumuora CrossFit (Rarotonga,
 Ilhas Cook)
4. CrossFit Guahan (Tamuning, Guam)
5. CrossFit Inua (Nuuk, Groenlândia)
6. CrossFit Pearl of Pacific (Faa’a, Polinésia Francesa) Esta bola de ferro fundido com alças surgiu há mais de quatro séculos na Rússia. Nos mercados de rua, ela servia como contrapeso nas balanças, e os trabalhadores já brincavam com isso fazendo demonstração de força durante e após o expediente.

2. Kettlebell, o “peso russo”

A unidade de medida era o pood (1 pood = 16 kg). E o nome do peso em russo, na verdade, é gyria. Kettlebell veio mais recentemente, devido a seu formato (em inglês, kettle significa chaleira e bell é sino). Das brincadeiras nos mercados, a gyria virou esporte nacional na Rússia, com a primeira competição oficial disputada em 1948.
Nas décadas seguintes, a prática ganhou força e, aos poucos, se firmou no Ocidente. Enquanto isso, no país de origem da modalidade, entidades federais exclusivas foram criadas para fomentar o uso do equipamento em prol da saúde pública e do aumento de produtividade entre trabalhadores braçais.

3. Cinco perfis do Instagram para entender a rotina dos atletas de elite

A britânica Samantha Briggs venceu os CrossFit Games em 2013 e segue a mil com treinos, dicas e vídeos de seu dia a dia repleto de suor e endorfina.

Com seu jeitão “maluco beleza”, Brent Fikowski é um dos perfis mais chamativos em força e resistência que o CrossFit já produziu. Nas redes sociais, ele abre espaço para a brincadeira em meio a treinos para lá de sérios.

Direto da Islândia, Annie Mist Thorisdottir é veterana nos Games, com sete participações (foi bicampeã em 2011 e 2012). Hoje é uma das embaixadoras da modalidade e uma verdadeira máquina de exercícios.

Atleta, head coach e dono de box, o carioca Pablo Chalfun mostra os treinos que o levaram ao posto de primeiro brasileiro a entrar na categoria principal do CrossFit Games, após faturar o Regionals Latin America 2018. 

Não duvide do potencial de Brenda Castro. Aos 29 anos, com seu 1,62 metro de altura, ela é, segundo o CrossFit, a atleta mais bem preparada fisicamente na América Latina em 2018.

4. Enquanto isso, nos bastidores…

Divórcio (1)
O CEO da CrossFit Inc., Greg Glassman, e Lauren Jenai, sua segunda esposa e cofundadora da empresa, se separaram oficialmente em 2012. Lauren quis vender seus 50% da companhia para a californiana Anthos Capital pelo valor de US$ 20 milhões. Greg ofereceu US$ 17,5 mi para pagamento em cinco anos, mas Lauren mostrou ao tribunal gastos que considerava levianos por parte do ex-marido, como um avião de quatro lugares (US$ 763 mil). Em novo acordo, ele acabou comprando a parte de Lauren por US$ 16,2 mi.
Divórcio (2)
No fim de junho de 2018, a CrossFit Inc. oficializou um processo contra a Reebok, patrocinadora oficial dos CrossFit Games. Com contrato de dez anos, válido até 2019, a empresa de artigos esportivos tem direito exclusivo de comercializar produtos com a marca CrossFit. A alegação é de que a Reebok falhou em repassar royalties e, inclusive, teria mudado o sistema de cálculo para mascarar pagamentos – as estimativas do processo rondam em torno de US$ 4,8 milhões de prejuízo à CrossFit.
Ops…
O ex-diretor de conhecimento (Chief Knowledge Officer) da CrossFit Inc. Russel Berger foi afastado no último mês de junho, por um tweet em que se referia à comunidade LGBT com a palavra “pecado” (sin). Na ocasião, ele agradecia aos donos da afiliada CrossFit Infiltrate, em Indianápolis (EUA), por cancelar um treino programado em alusão ao evento LGBT local Indy Pride. Na mensagem, Russel ainda acusava a ideologia LGBT de ser intolerante e uma ameaça à liberdade de expressão.

5. Todos Hero WOD em um ano

Entre o Memorial Day de 2014 e 2015, a americana Maggie Snyder completou todos os Hero WOD, os treinos do dia especiais em homenagem a combatentes das forças do país que morreram em combate. Foram 125 Hero WOD, o que incluiu completar quatro WOD em 24 horas e finalizar nove WOD durante três dias no mês de agosto. Ela ainda arrecadou US$ 10.860 (cerca de
R$ 40 mil) com o feito, destinado à Wounded Warrior Project, ONG que ajuda veteranos de guerra.

6. Você sabia?


 (Montagem sobre foto de AlexD75/iStock)
Diversos especialistas em fisiologia do exercício consideram o arranque (ou arranco), chamado de Snatch na versão em inglês adotada pelo CrossFit, como o segundo movimento mais complexo dentro dos Jogos Olímpicos. Por essa lógica, o primeiro é o salto com vara.

7. 65 anos

 (mclanefx/iStock)
É a idade do americano Clarke Holland, competidor mais velho dos CrossFit Games em 2016 e 2017. Atleta da categoria Máster 60+, Holland começou a praticar aos 58 anos, buscando melhorar seu tempo na meia-maratona.

8. O mais criticado x o mais desejado

Kipping Pull-Up
Usar o impulso do corpo ao subir em repetições de barra fixa é um movimento defendido pelo método CrossFit, baseado principalmente na combinação de exercícios e intensidade. Alguns críticos de outras vertentes da preparação física, no entanto, consideram uma trapaça que também pode induzir lesões.
Ring Muscle Up
Esse exercício-chave na prática de ginástica consiste em elevar o corpo com a própria força segurando duas argolas suspensas (com cada uma das mãos), terminando com ambos os braços esticados. Como a maior parte dos adeptos não tem experiência anterior com esse tipo de movimento, conquistá-lo é um grande trunfo dentro do box.

10. Ode ao burpee

 (Guilherme Henrique/Superinteressante)
De onde veio?
O movimento foi criado em 1939 pelo americano Royal Huddleston Burpee, um estudante de fisiologia do exercício que buscava um teste eficaz para medir a capacidade física. Burpee se graduou na área no ano seguinte pela Universidade Columbia. Seu exercício inicial englobava quatro movimentos. Não era preciso encostar o corpo no solo na parte inferior, tampouco saltar para completar o outro extremo da sequência.
Para onde foi?
Nos anos seguintes da criação de Burpee, a prática ganhou repercussão entre militares e não demorou a se espalhar pelo mundo. Bastante comum na rotina do CrossFit, o burpee é usado desde com treinos sérios até em brincadeiras, como pagar uma prenda por chegar atrasado na aula.


12. Você pode com ele?

Murphy
Esse clássico Hero WOD do CrossFit é uma homenagem ao tenente da Marinha dos Estados Unidos Michael Murphy. Nascido em Nova York (EUA), Murphy perdeu a vida no Afeganistão aos 29 anos, em 28 de junho de 2015. O treino a seguir, segundo consta, era um de seus favoritos e recebia o nome de Body Armor pelo seu criador original:
  • Corra 1,6 km
  • Complete 100 elevações na barra fixa (pull-ups)
  • Faça 200 flexões de braço (push-ups)
  • Complete 300 agachamentos (squats)
  • Corra 1,6 km
Instruções oficiais: esse é um WOD por tempo, você deve completá-lo em até 40 minutos. Divida as repetições como quiser, mas só passe ao exercício seguinte ao acabar o anterior. Se tiver um colete com peso, vista-o.

E com ela?

Barbara
Os chamados benchmarks são treinos do dia especiais que visam medir o nível dos praticantes. Quando recebem o nome de mulheres, segundo a dinâmica crossfiteira, é sinal de desafio. Ao escutar Barbara, repita no menor tempo possível cinco rounds seguidos de:
  • 20 elevações na barra fixa (pull-ups)
  • 30 flexões de braço (push-ups)
  • 40 abdominais (sit-ups)
  • 50 agachamentos (squats)

fonte: Superinteressante

Nenhum comentário:

INSTAGRAM

COMPARTILHE