Postagem em destaque

VW Fusca 1965 foi presente que veio de surpresa

O feirante Leandro Mendes ganhou o Fusca da esposa; ‘Besouro’ havia sido objeto de uma rifa, após passar por restauração completa O b...

quinta-feira, 13 de julho de 2017

MWL demite 140 após Sindicato PSTU decretar greve na empresa em Caçapava, SP

Resultado de imagem para sindicato metalurgicos MWL
Nesta quarta-feira (12), o Sindicato dos Metalúrgicos entrou na Justiça contra 140 demissões de funcionários da empresa MWL em Caçapava. Esses cortes são ilegais e o sindicato diz que irá combater na luta esse direito. A lei 7.783/88 proíbe a demissão de trabalhadores durante o período de greve.
A MWL tem cerca de 400 funcionários e produz eixos e rodas para trens.
Os trabalhadores da MWL estão em greve desde quinta-feira (6), em protesto contra a recusa da empresa em negociar a PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e tentar impor metas abusivas como estabilidade de emprego e efetivação de trabalhadores terceirizados.
Cartas de demissão começaram a ser entregues na última sexta-feira (7) (Foto: Sindicato dos  Metalúrgicos)
Como forma de reverter às demissões, o sindicato entrou com um pedido de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 15ª Região, em Campinas. A audiência foi marcada para esta quinta-feira (13) às 14h e terá como pauta o pagamento da PRL, a anulação das demissões, a contratação dos funcionários temporários e o fim do assédio moral dentro da fábrica.

COMPARTILHE

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

Scorpions - The Concert Live in Munich - Show Completo

Flagra! Chevrolet Spin renovada é vista disfarçada antes da estreia