Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Industria

Nova Chevrolet Montana promete ter o melhor espaço interno do segmento

  Picape será lançada em 2023, com motor turbo e crescendo para enfrentar Renault Oroch e Fiat Toro Ainda que o lançamento esteja marcado somente para 2023, a nova geração da Chevrolet Montana segue tendo mais detalhes revelados pela General Motors. Desta vez, a fabricante norte-americana destaca a construção da picape, tanto pelo uso de materiais mais leves, quanto a forma como o interior foi feito, afirmando que terá “o melhor aproveitamento de espaço interno do segmento”. No novo capítulo da websérie, a GM explica como a nova Chevrolet Montana mudará com a mudança de porte. Como utilizará a mesma plataforma que Onix, Onix Plus e Tracker, há muita discussão na internet sobre o desempenho do motor 1.2 turbo para a picape, por entregar somente 133 cv e 21,4 kgfm, o que pode ser pouco para mover o veículo quando estiver com a caçamba carregada. Embora não entre no assunto da motorização, a fabricante diz que sua equipe de projetistas apostaram no uso de materiais mais leves para a const

Volkswagen Taubaté deve abrir 150 vagas e funcionários decidem hoje em assembleia

  São Paulo — Os trabalhadores da Volkswagen Taubaté votarão, na quarta-feira, 29, acordo para a abertura de 150 vagas de emprego na unidade. A proposta também prevê a produção, ali, de um segundo modelo da plataforma MQB, junto com o Polo Track, como parte de “investimento estratégico e de grande porte” do novo ciclo de produtos da empresa, segundo comunicado divulgado pelo sindicato local. Procurada pela reportagem da Agência AutoData a Volkswagen informou que aguarda a votação para se pronunciar sobre o assunto. Caso a proposta seja aprovada as contratações para as 150 novas vagas serão realizadas durante o segundo semestre. Dessa forma a fábrica de Taubaté voltará a operar em três turnos nas áreas de armação e de estamparia. A proposta e a expectativa de novo investimento faz parte das negociações do sindicato local com a empresa para renovação do último acordo, aprovado em setembro de 2020. Esse acordo garante estabilidade nos empregos até 2025 e tornou viável a produção do Polo T

Mundo ultrapassa 400 casos de varíola dos macacos fora da África

  Esse é o maior surto já registrado fora do continente; entenda a doença O mundo ultrapassou os 400 casos de varíola dos macacos fora da África nesta 6ª feira (27.mai.2022). A marca foi atingida duas semanas depois da 1ª confirmação. Já são 401 infectados em 21 países, até às 18 horas. O 1º caso na América Latina foi confirmado na Argentina nesta 6ª feira (27.mai.2022). Há uma suspeita também na Bolívia. Questionado pelo  Poder360  nesta 6ª feira (27.mai.2022), o Ministério da Saúde do Brasil informou que ainda não há relatos de casos no país. Contudo, um brasileiro foi infectado pela doença na Europa. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) orientou medidas, como uso máscaras, higienização das mãos e distanciamento, em aviões e aeroportos para evitar a chegada do vírus no Brasil. Especialistas ouvidos pelo  Poder360  afirmam ser provável que o vírus chegue ao país. “ Nesse mundo globalizado, vai ser difícil não entrar no Brasil ”, disse  Giliane Trindade , doutora em micr

Caoa Chery Jacareí: um até logo ou um adeus?

  A Caoa Chery causou rebuliço no mercado ao anunciar que interromperia a   operação de sua fábrica   em Jacareí (SP) por três anos. A medida inclui a   demissão de centenas de colaboradores   e não traz qualquer garantia de que as atividades serão retomadas no fim do próximo ano. Para entender o que está por trás da decisão e suas potenciais consequências, o  Radar Podcast  debate o histórico da companhia no Brasil, o contexto global da empresa e, claro, as perspectivas futuras.  Na mesa de debate, além de Giovanna Riato, editora executiva de Automotive Business, e Bruno de Oliveira, repórter, está também Fernando Miragaya, editor de soluções de conteúdo. Como convidados, o Radar Podcast traz comentários de Lucas de Amaral Afonso, doutorando em sociologia e consultor em desenvolvimento territorial, e de Ricardo Bacellar, consultor e sócio da Bacellar Advisory. Como ouvir o Radar Podcast? Ouça o Radar a cada quinze dias. O programa fica disponível  aqui no site de Automotive Business  

Caoa Chery confirma demissões e oferece bônus aos funcionários

  O grupo Caoa Chery confirmou a demissão de 485 funcionários e que vai manter a fábrica de Jacareí (SP) fechada por três anos. Em nota, a Caoa Chery informou que não aceitou a suspensão dos contratos proposta pelo Sindicato dos Metalúrgicos, pois a legislação estabelece a medida quando há previsão de retomada da produção no curto prazo, o que não é seu caso. Segundo o grupo, a intenção é manter a unidade fechada até 2025, período em que a fábrica será preparada para produzir apenas modelos híbridos e elétricos. Ao todo, a planta de Jacareí emprega quase 630 funcionários, e serão mantidos apenas os das áreas administrativas. Para os que serão demitidos, a empresa oferece indenização adicional à rescisão — serão 15 salários para quem tem mais de cinco anos de empresa, dez para quem tem de dois a cinco anos e sete para aqueles com até dois anos de contrato. Em todas as propostas, o teto salarial é de R$ 5 mil, ou seja, quem tem mais de cinco anos de casa receberia adicional de R$ 75 mil.

Caoa Chery vai manter demissões em Jacarei, Sindicato tinha anunciado acordo com a montadora

  Imagem Sindicato dos Metalúrgicos de SJC A Caoa Chery anunciou neste sábado (14) que não vai manter o acordo com o sindicato de layoff de cinco meses,  suspendendo as demissões até janeiro  na planta de Jacareí. O acordo havia sido anunciado em assembleia com os trabalhadores e comemorado sem decisão final das negociações. Devido decisão precipitada do Sindicato em anunciar que o acordo estava fechado, os trabalhadores não tiveram tempo de comemorar e o fantasma do  desemprego está de volta, esperamos que as partes se entendam e que o melhor seja feito entres as partes. fonte: canadauence.com

Caoa Chery emite nota, caso mantido o impasse, a empresa será obrigada a declinar a proposta

  A   CAOA CHERY -  JACAREÍ noticiou ao Sindicato de Trabalhadores a necessidade de uma longa interrupção de suas atividades produtivas na fábrica de Jacareí, com a consequente readequação de seu quadro de empregados. A alteração do estabelecimento fabril (e do maquinário) decorre do contexto internacional e, também, da necessidade da empresa se adequar às novas tecnologias, visando a produção no Brasil de veículos eletrificados. Buscando minorar a complexa situação, a empresa propôs à entidade sindical a negociação de uma indenização aos trabalhadores, adicional à integral quitação das verbas legais decorrentes das rescisões dos contratos de emprego. O Sindicato de Trabalhadores se opôs à oferta da empresa, e apresentou contraproposta pleiteando o estabelecimento de um  lay-off  de 5 meses (com 3 meses de estabilidade). Os empregados vêm recebendo seus salários desde de março de 2022, embora tenha ocorrido a extinção das atividades da fábrica de Jacareí. Na época da decisão, sempre em

Os 4 motivos por trás da decisão da Caoa Chery de fechar fábrica até 2025

  Montadora anunciou profunda transformação na unidade de Jacareí (SP) para produzir localmente híbridos e elétricos, mas outros motivos podem ter influenciado a estratégia A Caoa Chery surpreendeu o mercado na semana passada  ao anunciar profunda reestruturação na sua fábrica de Jacareí (SP) , que terá sua produção suspensa até 2025 para, segundo a montadora, atualizar as linhas de montagem para fabricar modelos híbridos e elétricos. Ainda que a companhia tenha usado a modernização da unidade como argumento para suspender as atividades, analistas ouvidos por  Automotive Business  apontam outros fatores que podem ter colaborado para a decisão da companhia. Veja a seguir os quatro aspectos que podem ter influenciado na decisão de fechar a fábrica paulista temporariamente. 1- Volume de produção magro A unidade paulista da montadora produzia os modelos Tiggo 3X, SUV lançado no ano passado, e também o sedã médio Arrizo 6, que chegou ao mercado em 2020. De acordo com os especialistas, ambos

Caoa Chery fecha fábrica de Jacareí até 2025, quando volta a operar com elétricos

Unidade ficará fechada por quase três anos, período em que vai passar por remodelação para produzir carros elétricos e híbridos; a maior parte dos 627 trabalhadores será demitida com indenização extra a ser negociada com o sindicato local. A Caoa Chery anunciou nesta quinta-feira, 5, que sua fábrica de Jacareí (SP) ficará fechada até 2025, período em que vai ser remodelada para produzir veículos elétricos e híbridos. Boa parte dos 627 funcionários da unidade serão demitidos e receberão indenização extra, segundo informou a empresa. As indenizações serão negociadas com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. A entidade afirma que a empresa falou em 485 demissões, número que inclui todo o pessoal da produção e cerca de metade da administração. A fábrica produzia o SUV Tiggo 3x, que sairá de linha, e o sedã Arrizo 6, que passará a ser importado. Como os funcionários da produção estão em licença remunerada desde 21 de março, nenhum carro foi produzido desde então. O p

ANÚNCIO - CONTATO - net4eduardo@gmail.com

Nome

E-mail *

Mensagem *