Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Industria

General Motors produz 17 milhões de veículos em 96 anos no Brasil

Imagem
  Em 96 anos da General Motors no Brasil, foram produzidos 17 milhões de veículos nas suas três fábricas no país. Instalada em 1925, renovou-se avançando no desenvolvimento de novas tecnologias automotivas e nos processos de produção. A fábrica de Gravataí, no Rio Grande do Sul, é a mais eficiente do mundo. Líder do mercado brasileiro desde 2017, a GM produz os Chevrolet Onix, o carro mais vendido no país há cinco anos, e o Onix Plus, o sedã preferido pelo brasileiro. Linha de montagem da GM nos anos 1950 De 1925, quando se instalou no Brasil até os dias atuais, a GM acompanhou a evolução global dos veículos, da cadeia de produção e das tecnologias. Para manter a constante atualização, investirá R$ 10 bilhões entre 2020 e 2024 no desenvolvimento e produção de novos veículos nas fábricas de São Caetano do Sul e São José dos Campos, em São Paulo. O presidente da GM América do Sul, Carlos Zarlenga, destaca o compromisso da empresa com o Brasil e a retribuição dos brasileiros. — Temos o On

GM anuncia suspenção de contrato de trabalho de 600 funcionários em SJC

Imagem
  Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, a General Motors vai suspender contratos de 600  trabalhadores,  layoff (suspensão temporária de contrato).  Segundo a entidade, o motivo alegado pela empresa é a falta de peças na produção. A suspensão teria duração de 8 de março a 2 de maio.  Na reunião, a empresa teria reiterado que o mercado automobilístico segue aquecido, com vendas em alta em 2021. Uma nova reunião entre o Sindicato e a GM irá ocorrer nesta quarta-feira (3), às 9h. Com informações: Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, SP LEIA MAIS:  General Motors produz 17 milhões de veículos em 96 anos no Brasil General Motors produz 17 milhões de veículos em 96 anos no Brasil Sem oposição, Sindicato dos Metalúrgicos de SJC reina sozinho nas eleições da categoria em 2021

Ao contrário da Ford, GM retorna investimentos. “Acredito que ainda vale a pena investir no Brasil”, diz presidente

Imagem
A GM retomou, no início do mês, o plano de aplicar R$ 10 bilhões ao longo de cinco anos anunciado em 2019 Na semana em que um dos assuntos mais comentados foi o fim da produção de carros da Ford no Brasil e o risco de outras empresas tomarem o mesmo rumo, o presidente da General Motors ( GMCO34 ) América do Sul, Carlos Zarlenga, que há dois anos também ameaçou fechar operações, afirma que o tamanho do mercado brasileiro ainda é atrativo para investimentos no setor. “Acredito que ainda vale a pena investir no Brasil”, diz. A GM retomou, no início do mês, o plano de aplicar R$ 10 bilhões ao longo de cinco anos anunciado em 2019 e que estava suspenso desde março, no início da pandemia da covid-19. Crítico do sistema tributário, que encarece o produto nacional e as exportações, o executivo ressalta que reformas precisam continuar, especialmente a tributária. Com cinco fábricas e líder de vendas no país, o grupo mudou sua estratégia de precificação em plena crise e vendas em queda acentuada

Ford - Justiça suspende demissão em massa na montadora

Imagem
  Na sexta-feira (05), a Justiça do Trabalho concedeu liminar que suspende a demissão coletiva dos trabalhadores da fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia. O juiz Leonardo de Moura Landulfo Jorge, da 3ª Vara do Trabalho de Camaçari, também ordenou que a Ford não poderá suspender o pagamento dos empregados e daqueles que eventualmente estiverem de licença, enquanto durarem as negociações e os contratos de trabalho estiverem vigentes. No despacho, o juiz ainda apontou que a empresa não pode praticar “assédio moral negocial, de apresentar ou oferecer propostas ou valores de forma individual aos trabalhadores, durante a negociação coletiva, devendo, caso seja do seu interesse, informar à coletividade das tratativas através de comunicados oficiais”.Em caso de descumprimento da liminar, está estipulada uma multa de até R$ 1 milhão por item desrespeitado, além de R$ 50 mil por cada trabalhador prejudicado. A montadora ainda pode recorrer da decisão. Com informações: Jornal da Cidade online

GM - Trabalhador tem parte do dedo amputada em acidente

Imagem
  A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) está investigando o caso. Um grave acidente de trabalho ocorreu no setor da manutenção da S10, na General Motors , por volta das 15h, nesta quarta-feira (20). O metalúrgico teve parte do dedo indicador esquerdo amputada durante o procedimento de reparo de uma válvula pneumática. O trabalhador foi socorrido pela equipe médica da fábrica e levado ao Hospital Municipal da Vila Industrial. Após os primeiros socorros, o companheiro foi transferido para o Hospital Vivalle , onde aguarda os procedimentos cirúrgicos.  A Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) está investigando o caso.  “Nós do Sindicato vamos acompanhar de perto este caso. Nosso dever é exigir sempre as melhores condições de trabalho para os metalúrgicos na GM”, afirma o diretor do Sindicato Antônio Lisboa. Com informações: Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, SP LEIA: Ford: México negocia para receber parte da produção brasileira

Ford: México negocia para receber parte da produção brasileira

Imagem
  Governo local estuda incentivos para obter investimento da fabricante e ocupar espaço que era do Brasil Enquanto existem  marcas chinesas de olho nas fábricas da Ford no Brasil , estudando uma forma de adquiri-las, há uma situação curiosa acontecendo no México. A agência AFP revela que o governo mexicano está “flertando” com a marca norte-americana para incentivar a empresa a investir no país de forma a levar parte da produção brasileira para lá. “Nós já estamos buscando a  Ford  para perguntar ‘o que você precisa, como você precisa?’, para conquistá-la para que venha ao México”, afirmou Tatiana Clouthier, Secretária da Economia do México, em uma coletiva virtual feita na última terça-feira (20). Clouthier não detalhou a oferta que será feita, dizendo apenas que faz parte de uma estratégia de estímulo da Ford para fazer com que mais empresas estrangeiras se instalem no país. “Temos nos coordenado de forma muito específica com os estados da República para ver onde estão prontos para r

Fábricas paradas: Após anunciar demissão, Ford chama trabalhadores de volta para produzir peças de reposição

Imagem
  Segundo informação de sindicatos que representam os metalúrgicos das unidades, a Ford iniciou, na segunda-feira (18), convocação oficial para que os empregados das fábricas, que a empresa fechou no país, retornem ao trabalho na linha de produção das peças de reposição. Os funcionários resistem porque as entidades são contra a volta dos funcionários, até que a multinacional negocie indenizações e um plano de saída do país. Enquanto a decisão não sai, o Governo Federal já avalia um “Plano B” para as fábricas da montadora. “A Ford está mandando comunicados, mas a adesão está zero. Está tudo parado. Ninguém está indo (trabalhar). A fábrica precisou alugar um galpão porque na região de Simões Filho (BA) não tinha gente para descarregar mercadorias de 90 caminhoneiros aqui, em Camaçari”, afirma Júlio Bonfim, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari . Segundo Bonfim, a multinacional ainda não negociou como será o processo de demissão dos empregados, nem reuniu, formalmente, com

Reincidente - Ford já "abandonou" o Brasil no passado... Conheça a cidade deixada pela montadora, hoje em ruínas

Imagem
  A notícia divulgada na última segunda-feira (11), de que a Ford vai fechar suas três fábricas no Brasil tem abalado muita gente... De funcionários que ficarão desempregados à consumidores que desistiram da compra dos veículos da marca em razão da insegurança causada pelo anúncio, diversos setores da economia acabam sendo afetados. O anúncio pegou todos de surpresa. Parceiros de negócios foram comunicados cerca de 5 minutos antes da carta à imprensa ser divulgada. E o BNDES, com quem a empresa tem uma dívida de R$ 335 milhões, em razão de um empréstimo, só tomou conhecimento da decisão através da mídia. A surpresa geral pela ‘retirada de campo’ da empresa, no entanto, não foi a primeira. Por ser antiga, muita gente não conhece a história da cidade construída a mando de Henry Ford, no meio da selva amazônica nos anos 1920, a Fordlândia, no município de Aveiro, no Pará. A cidade, erguida do zero às margens do rio Tapajós, fazia parte de um projeto para suprir a demanda de borracha da in

Bolsonaro: Ford queria queria subsídio de R$ 20 bi para continuar no Brasil

Imagem
  O presidente Jair Bolsonaro comentou nesta terça-feira (12) sobre o fechamento de três fábricas da Ford no Brasil. A apoiadores, o presidente lamentou a perda de 5 mil empregos gerados pela montadora, disse que a Ford queria renovar o subsídio de R$ 20 bilhões e atribui o fechamento das plantas no Brasil à concorrência. "Eles [Ford] tiveram subsídio nosso ao longo dos últimos anos de R$ 20 bilhões. Queriam renovar subsídio pra fazer carro pra vender. Agora tem a concorrência também, chinesa, entre outros. Saiu porque em um ambiente de negócio, quando você não tem lucro, você fecha", disse, na saída do Palácio da Alvorada. "Lamento 5 mil empregos perdidos, agora a imprensa não fala que em novembro nos criamos 414 mil empregos, e estamos perdendo 5 mil agora", emendou. Bolsonaro ainda questionou apoiadores sobre a continuidade do subsídio concedido à empresa. "Faltou a Ford dizer a verdade, né? Querem subsídio. Vocês querem que continue dando R$ 20 bilhões como

Assim fica fácil - Ford deixa o Brasil com uma dívida de R$ 300 milhões com BNDS

Imagem
  O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) afirmou nesta segunda-feira que vai pedir explicações à Ford sobre sua decisão de fechar suas fábricas e encerrar a   produção de veículos no Brasil, o que deve levar à demissão de cerca de 5 mil trabalhadores. De acordo com levantamento feito pelo GLOBO, somente as 20 maiores operações do BNDES com a Ford somaram cerca de R$ 3,5 bilhões em linhas de financiamento desde 2002.  Os projetos tinham foco em exportação, desenvolvimento de veículo e apoio a projetos sociais na comunidade. Segundo o BNDES, entre as operações diretas feitas com a Ford, ainda há duas operações ativas. Por isso, o banco já procurou a empresa para pedir esclarecimentos. A TRAJETÓRIA DA FORD NO BRASIL 1984 – Na fábrica de São Bernardo do Campo, então sua principal unidade no Brasil, a Ford usa um Del Rey para comemorar 2 milhões de unidades produzidas pela marca desde 1957 Foto: Divulgação – 12/07/1984 1984 – Na fábrica de São Bernardo do Campo, entã

Ford Taubaté, 1974, os investimentos

Imagem
  fonte: DANA /https://www.youtube.com/watch?v=1vOtm4v3CQo&t=10s

Ford fecha e GM vem com tudo para o Brasil: Investimento de R$ 10 bilhões

Imagem
  Na segunda-feira, 11, a montadora Ford anunciou o fechamento total de sua produção de veículos no Brasil.. Porém, uma boa notícia chegou nesta terça-feira, 12: A General Motors, outra grande montadora, se prepara para aportar novos investimentos e ampliar a sua produçãono Brasil. A GM anunciou que irá retomar em 2021 o planejamento que previa investimentos de R$ 10 bilhões em suas fábricas no país pelos próximos cinco anos, destinados à inovação e também à produção de modelos ainda inéditos. Também faz parte do plano a ampliação da oferta de novas tecnologias nos veículos produzidos pela montadora, o que inclui o assistente virtual OnStar, que é a opção de wi-fi roteado pelo carro. O plano já havia sido anunciado no começo de 2020, mas acabou não indo para frente com o avanço da pandemia do novo coronavírus e seus impactos sobre a economia. O novo investimento de R$ 10 bilhões da GM, previsto inicialmente para o período de 2020 a 2024, vem na sequência de outros R$ 13 bilhões que já

Economia não pode parar dizia Presidente: Ford Taubaté vai demitir 830 funcionários com o fim de atividades

Imagem
  Quem não acreditou que o Presidente Jair Bolsonaro falou no começo da Pandemia que, a economia não deve ser esquecida e tem que andar junta e não pode parar,  a mídia criticou e induziu uma parte da população acreditar que o presidente estava errado, agora a conta chegou. É com tristeza que pais de famílias irão perder os seus emprego, a grande mídia deve estar feliz com a crise e vai colocar na conta do presidente. A seguir matéria do G1.  A  Ford anunciou nesta segunda-feira (11) o fechamento imediato da planta em Taubaté e o encerramento da produção no Brasil . A decisão implica na demissão de 830 funcionários na produção de motores e transmissões na cidade, segundo o Sindicato dos Metalúrgicos. Serão fechadas as fábricas em Taubaté, em Camaçari (BA) e em Horizonte (CE). No país, serão mantidos apenas o Centro de Desenvolvimento de Produto, na Bahia, o Campo de Provas e sua sede regional, ambos em São Paulo. Em comunicado, a marca diz que a decisão foi tomada "à medida em que

Tristeza: Ford anuncia que vai fechar fábricas e fim de produção no Brasil

Imagem
  Produção de EcoSport, Ka e Ka Sedan será encerrada imediatamente em Camaçari (BA) O ano mal começou e a  Ford  faz um anúncio bombástico: vai encerrar toda a sua produção no Brasil com o fechamento das fábricas em Camaçari (BA), Tatuapé (SP) e Horizonte (CE) ainda neste ano. A decisão levará ao fim das linhas da Ka, Ka Sedan e EcoSport, além do utilitário Troller T4. Apesar disso, a fabricante promete que continuará a operar no país com modelos importados, como a Ranger feita na Argentina. “A Ford está presente há mais de um século na América do Sul e no Brasil e sabemos que essas são ações muito difíceis, mas necessárias, para a criação de um negócio saudável e sustentável”, disse Jim Farley, presidente e CEO da Ford. “Estamos mudando para um modelo de negócios ágil e enxuto ao encerrar a produção no Brasil, atendendo nossos consumidores com alguns dos produtos mais empolgantes do nosso portfólio global. Vamos também acelerar a disponibilidade dos benefícios trazidos pela conectivid