Postagem em destaque

Fique atento! Criminosos disfarçados de funcionários da EDP aplicam golpes em São José, SP

Criminosos disfarçados de funcionários da EDP, concessionária de energia que atende 19 cidades da região, aplicam golpes em clientes em ...

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Milionários, ministros de Temer têm auxílio-moradia, um deles comprou um imóvel no Lago Sul por R$ 7,6 milhões

Resultado de imagem para Milionários, ministros de Temer têm auxílio-moradia


Auxiliares do presidente também recebem vale-alimentação todos os meses

Figurando na lista de políticos mais ricos do país, ministros de Michel Temer ganham ajuda mensal dos cofres públicos para morar em Brasília e para comer.
Alexandre Baldy (Podemos), titular das Cidades, tem à sua disposição um apartamento funcional de mais de 200 metros quadrados, apesar de ser dono de casa em um dos pontos mais valorizados de Brasília.
Em 2016 o ministro comprou um imóvel no Lago Sul por R$ 7,6 milhões.
Resposta
Os ministros afirmaram, em linhas gerais, que cumprem a legislação federal que trata do tema.
A assessoria de Alexandre Baldy disse que ele sempre fez uso do apartamento funcional quando era deputado e que agora, como titular das Cidades, "não vê mais a necessidade do imóvel".
Afirma ainda que "é necessário elucidar que, enquanto morador do imóvel funcional, não houve ônus ao erário, mas sim o zelo e manutenção do patrimônio público".
Meirelles afirmou, via assessoria, que não tem imóveis em seu nome no Distrito Federal e que deixou de receber voluntariamente, por decisão pessoal, o auxílio-moradia em novembro.
Nos 18 meses em que recebeu o benefício, disse tê-lo usado para pagar uma parte do aluguel da casa onde mora, no Lago Sul de Brasília.
Blairo Maggi disse que não tem residência em Brasília e que, por isso, usa o apartamento funcional do Senado, "conforme a legislação".
Helder Barbalho declarou que tem imóvel no Estado e usa o auxílio-moradia porque não tem casa em Brasília, seu local de trabalho. Padilha e Kassab disseram que cumprem a legislação que trata dos auxílios.
Nenhum dos ministros citados respondeu quando foram perguntados pela reportagem se julgam justa a manutenção dos benefícios.

fonte: Agora SP
Postar um comentário

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE