Postagem em destaque

Veja como localizar o número do seu PIS ou NIS pela internet

Número de Identificação Social, também chamado de PIS/PASEP ou NIT, é necessário para consultar o saldo das contas do FGTS. Para con...

Não achou a matéria? Pesquise aqui!

quinta-feira, 21 de março de 2019

Rodrigo Maia desqualifica pacote anticrime e Moro responde de maneira firme



O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, desqualificou o pacote anticrime apresentado por Sergio Moro. Na sequência, ainda, o parlamentar chamou o ministro de “funcionário” de Bolsonaro. “O funcionário do presidente Bolsonaro? Ele conversa com o presidente Bolsonaro e, se o presidente quiser, ele conversa comigo. Eu fiz aquilo que eu acho correto [sobre a proposta de Moro]. O projeto é importante, aliás, ele está copiando o projeto direto do ministro Alexandre de Moraes. É um copia e cola” disse Maia. E continuou: “Eu sou presidente da Câmara, ele é ministro funcionário do presidente Bolsonaro. O presidente Bolsonaro é quem tem que dialogar comigo. Ele está confundindo as bolas, ele não é presidente da República, ele não foi eleito para isso. Está ficando uma situação ruim para ele”. Sergio Moro, destemido porém extremamente educado, respondeu aos ataques com uma nota, que segue abaixo: “Sobre as declarações do Presidente da Câmara, Rodrigo Maia, esclareço que apresentei, em nome do Governo do presidente Jair Bolsonaro, um projeto de lei inovador e amplo contra crime organizado, contra crimes violentos e corrupção, flagelos contra o povo brasileiro. A única expectativa que tenho, atendendo aos anseios da sociedade contra o crime, é que o projeto tramite regularmente e seja debatido e aprimorado pelo Congresso Nacional com a urgência que o caso requer. Talvez alguns entendam que o combate ao crime pode ser adiado indefinidamente, mas o povo brasileiro não aguenta mais. Essas questões sempre foram tratadas com respeito e cordialidade com o Presidente da Câmara, e espero que o mesmo possa ocorrer com o projeto e com quem o propôs. Não por questões pessoais, mas por respeito ao cargo e ao amplo desejo do povo brasileiro de viver em um país menos corrupto e mais seguro. Que Deus abençoe essa grande nação”. Rodrigo Maia pode ter esquecido que ao mexer com Moro, mexe com todos os brasileiros de bem. Com informação dO Antagonista.Todos os Direitos Reservados para República de Curitiba Editora. Proibida reprodução deste conteúdo


fonte: República de Curitiba

Nenhum comentário:

AS MAIS LIDAS DA SEMANA

COMPARTILHE